28/01/2018 05:19

O QUE É MILAGRE E COMO ACONTECE

 

Na nossa cultura religiosa, a palavra “milagre” está condicionada a uma concepção de que Deus criou uma Ordem Universal e que, por sua vontade própria, pode qualquer ato ou qualquer fato ser suspensa por sua intervenção. Em outras palavras “milagre” é um evento inexplicável, sobrenatural, que causa surpresa, admiração e estranheza. E que só pode ser compreendido pela percepção da Fé.

Mas, que sua concretude no mundo social tem que vir acompanhada de uma aprovação científica. Esse é o caso de uma pessoa curada de um câncer terminal, doença diagnosticada pela Medicina e sem perspectiva de sobrevivência. Isso, então, é um Milagre, dependendo da Fé ou do ponto de vista da pessoa com conhecimento da causa. Ou quando alguém se salva de um acidente mortal, também isso poderá ser um milagre. Ou ainda, o caso de uma pessoa que, em cima da hora, deixa de ir a uma viagem em que aconteça um acidente, em que todos que viajavam morreram. Isso também pode ser um Milagre!

O termo “milagre” vem do latim “mirare”, que quer dizer: surpreender-se. Diz-se, pois, que a noção de Milagre corresponde a um acontecimento que provoca assombro, porque parece escapar do curso normal da natureza das coisas. No estudo filosófico é um prodígio inexplicável proveniente de leis naturais. Em cada lugar do mundo, sua definição varia de acordo com os usos e os costumes do seu povo.

Na França, por exemplo, a palavra “milagre” evoca absolutamente as curas milagrosas observadas na cidade de Lourdes, onde apareceu diante dos olhos de Santa Bernadete a imagem de Nossa Senhora, mesmo admitindo o rigor das perícias médicas e das intervenções das autoridades religiosas. Além da “Gruta de Lourdes” na França, são conhecidos outros lugares na Europa, nas Américas e no mundo que testemunham a existência de milagres entre seus penitentes.

O livro da Bíblia Cristã assegura que a forma motriz do Milagre está na Fé. Narra o Evangelho de São Mateus (cap. 8), que, quando Jesus de Nazaré chegou à cidade de Cafarnaum, um centurião romano se aproximou dele e lhe suplicou para que curasse o seu servo que estava doente, em cima de cama, em sua casa, e sofria muito. O Mestre dos Mestres consentiu e disse ao Oficial Militar que o acompanharia até a sua casa. Mas o Centurião respondeu: "Senhor, eu não sou digno de que entre em minha casa [isso aconteceu pelo fato de ser ele um cidadão romano]. Mas, diga uma palavra e o meu servo será curado". O Cristo ficou admirado com a fé do Centurião e exclamou: "Seja feito tudo conforme a sua fé!". E o servo doente daquele homem ficou curado.

A Fé pode se manifestar sob várias formas, desde uma oração profunda e piedosa daquele que crê e busca encontrar respostas para seus apelos e aflições, até a devoção pela crença nas promessas mantidas e recebidas.

Para ilustrar esta crônica, relata-se a história do Dr. ALEXIS CARREL (1873-1944), biólogo francês ganhador do Prêmio Nobel de Medicina em 1912, que testemunhou uma cura inexplicável que se produziu sob seus olhos. Ateu e não-crente, ele havia tido a oportunidade de acompanhar o "trem branco" - comboio ferroviário de enfermos que cruzava a Franca partindo de diferentes regiões para ir à cidade de Lourdes. Durante a viagem, ele havia tido o cuidado de interrogar e auscultar todos os doentes do vagão do qual estava encarregado e de anotar cuidadosamente suas observações num caderno.

Tendo chegado ao destino, ele acompanhou os doentes sem tomar parte das cerimônias religiosas. Certo dia permaneceu a cabeceira de uma doente que os portadores haviam deixado sozinha do outro lado do rio Gave, enquanto os peregrinos iam à gruta. A cerimônia, as preces e os cantos transcorreram sem eles. Essa mulher sofria de hidropisia: seu corpo, sobretudo o abdômen, estava inchado de água e ela estava acamada. Sentado no chão, o Dr. Alexis Carrel viu de repente o cobertor que ela tinha sobre si abaixar. Intrigado, ele examinou a doente e constatou que o tamanho do estômago tinha se normalizado. Porém, a água que havia deixado seu corpo não estava em parte alguma: as vestes, o cobertor, o chão ao redor do catre ... tudo estava seco! Essa mudança de estado era inexplicável. Mas, o famoso médico, escrupulosamente honesto, deu seu testemunhou por escrito... Pensemos nisso! Por hoje é só.