24/11/2021 09:42

Falando de Finanças & Negócios MICROFRANQUIA, empreender com pouco dinheiro

 

Antes de explorar as oportunidades que as microfranquias nos traz, é importante entender o que é uma “Franquia”. De Acordo com a Lei de Franquia Empresarial (Lei nº 8.955/1994), franquia é um sistema pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso da marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semiexclusiva de produtos ou serviços. Ou seja, em termos práticos, é um modelo de negócio já testado, que é replicado através dos direito de uso da marca, sistema de gestão e comercialização dos produtos ou serviços por um “Franqueado” que pode ser qualquer pessoa.

Então a nomenclatura “microfranquia”, foi criada como forma de segmentar o perfil de franquia onde o foco é o “valor de investimento”, para estes casos, o valor de investimento inicial não ultrapassa R$ 105 mil reais.

As microfranquias tem se popularizado cada vez mais no Brasil, principalmente por ser um atalho para muitas pessoas que querem empreender, seja por necessidade ou por oportunidade, pois muitas delas permite

A ABF – Associação Brasileira do Franchising tem um site que ajuda empreendedores a identificar franquias, separando-as pelo valor de investimento, onde através do link www.portaldofranchising.com.br, você poderá conhecer empresa por empresa, valor de investimento, modelo de negócio (quiosque, home based, loja virtual, dentre outros):



Vai minha primeira dica. Ser franqueado não quer dizer que o negócio vai andar com as próprias pernas, você (franqueado) é dono e o funcionário n° 1 da empresa, então, é extremamente importante se identificar com o produto e o modelo de negócio. Perceba que cada segmento tem dias e horários específicos de funcionamento, vai depende do local (ponto de venda) e se será comércio de produtos ou serviços.

Dica n° 2, fique atento as taxas e royalties que a franquia lhe cobrará mensalmente, isso impactará diretamente no caixa da sua empresa e seu fluxo de caixa precisará ser bem provisionado dentro do investimento inicial para que você não fique em débito logo nos primeiros meses.

Dica n° 3, analise o tipo de suporte que você receberá. A franquia disponibilizará treinamento, modelos de documentos, sistema informatizado, design gráfico e layouts de loja (arquitetura e design de ambientes).

Dica n° 4, dentro do valor de investimento inicial observe se já está previsto material de consumo para se utilizar na realização do serviço a ser prestado, ou se a empresa for de comercialização de produtos, se já está previsto o valor necessário para aquisição de mercadorias para revenda.

Quanto maior o porte da franquia, mais particularidades contratuais serão previstas, a princípio, nas microfranquias o acesso e formalização é simplificado, podendo inclusive o microfranqueado abrir um CNPJ como MEI.

Já vi franquias com investimento inicial em torno de R$ 3.100,00, lembrando que sendo bem prático, muitas franquias são como representações comerciais, e hoje é uma prática muito comum, revenda de lingerie, utensílios domésticos a base de plástico e roupas, no entanto, um dos diferenciais das franquias é poder levar um produto ou serviço inédito a sua cidade e isso pode ser uma grande oportunidade para quem busca empreender.

Até logo. Dúvidas? Me envia no e-mail: glifson.magalhaes@gmail.com