21/05/2016 08:09 - Atualizado em 21/05/2016 10:55

Traição x Redes Sociais x Traição

 

Confiança: Fonte de vida, fonte de paz, fonte de maturidade e sabedoria.

Milhões de pessoas mundo afora procuram a felicidade em outras pessoas. Muitos são os que se utilizam das redes sociais em busca da "Felicidade".
Ah! Se fosse tão fácil encontrar a felicidade nos outros. Se assim acontecesse a tal felicidade seria encontrada a cada recanto desse mundo de meu Deus. Deus é a plenitude em tudo. Deus é tão pleno, tão completo, tão bondoso que te dar a garantia de ser feliz enquanto você desejar e quiser, basta reservar alguns segundos e procurá-la dentro de você.

A felicidade reina e se faz presente dentro de cada ser humano, basta refletir e fazer acontecer. “Amar a Deus sobre todas as coisas e, ao próximo como a ti mesmo.” Se respeite e respeito ao seu próximo e tudo acontecerá.

Contudo, inúmeras são as pessoas (solteiras e casadas) que procuram e se habilitam nas redes sociais (facebook, whatsapp, badoo, pof, twoo, twitter, etc) a fim de encontrar nas vias (ir)reais a sua (in)felicidade.

Ando muito, viajo muito, converso muito e, me assusto ao me relacionar com dezenas de centenas de milhares de pessoas que invadem as redes sociais diariamente com um único objetivo que é o de conhecer alguém. Conhecer alguém e, se rolar, o chapéu de carneiro está posto. Posto imaginariamente na cabeça de alguém de boa fé, que de cara limpa e de consciência tranquila confiou, continua confiando e confiará por anos a fio em pessoas que se acha imune e imortal.

Alguns sociólogos ou psicólogos podem até imaginar que este humilde blogueiro está flutuando, viajando na maionese, no mundo da lua, é um insano, mas, sem mentira e sem delongas, o mundo pirou com essas tais redes sociais, são homens e mulheres solteiros(as), noivos(as), casados(as) flertando dia e noite, na sala, no quarto, no banheiro, no restaurante, na escola, no trabalho e, sabe-se lá por onde mais. Normalmente, aos sábados e domingos nos restaurantes, se verifica belos casais sisudos, mas, com celulares nas mãos colados nas redes, trabalhando e discutindo muitas das vezes o fim de uma relação que, talvez, fosse a relação do século.
Por fim, motivação não falta para seguir caminhos. Caminhos existem, procure o seu melhor caminho e siga.