25/01/2018 08:34

Pergaminhos mais que históricos

 

Neste 25 de janeiro de 2018 o Brasil amanheceu muito mais contente, alegre e imensamente feliz.

Doze anos e um mês de cadeia concebidos a Lula foi o tempo penal encontrado pelo relator dos autos em homenagem a brilhante sentença proferida pelo “juizeco” (palavras de Renan) de primeira instância Sérgio Moro. Que bacana hem!!!

Como bem colocado no meu último artigo os historiadores mundo afora estão tendo a oportunidade de registrar em seus pergaminhos, talvez a maior decisão individual já proferida por um bravo juiz de 1ª instância, avalizada e acrescida pela 8ª Câmara do TRF 4, composta pelo Relator do Processo, Desembargador João Pedro Gebran Neto, pelo Revisor Leandro Paulsen e pelo Presidente Victor dos Santos Laus, ... que postura hem!!! Esse “juizeco” é... muito bom.

Contudo e, diante de tudo, não se pode deixar de homenagear os Procuradores da República que seguramente prestaram e ofereceram toda a logística jurídica para que os autos merecessem a confiança necessária para que o “juizeco” Sérgio Moro e os Desembargadores se posicionassem acertadamente e, proferissem sentenças de tamanha grandeza.

Com certeza, nesta manhã de 25 de janeiro de 2018, o Brasil voltará a sorrir na esperança de que dias melhores virão. Assim como o dia do Lula..., chegará o tempo de Renan, Collor, Temer, Dilma e de tantos outros que usufruem por demais do Poder que Tudo Pode e principalmente do dinheiro público.

Avante Justiça brasileira, pois a Vossa Decisão de certa maneira produz um efeito positivista a toda sua brava e ordeira gente. Vocês da Justa, agindo assim, constroem pergaminhos perfeitos.