Notícias / Política


Imprimir notícia

09/01/2018 17:27 - Atualizado em 09/01/2018 17:36

Arapiraca: Gestão explica que não haverá reajuste na taxa de iluminação

 

Em uma tentativa sem sucesso de causar dúvidas entre populares alguns desgostosos ligados as correntes politicas do passado tentaram espalhar falsas noticias sobre a questão da taxa de iluminação do município. Os grupos de redes sociais, a exemplo do Whatsapp que é lar, vicio, prisão e universo de muitos pervertidos e caluniadores, são usados para forjar todos os tipos de mensagens tentando, em vão, ludibriar a população e em Arapiraca não é diferente. Assim o superintendente da Receita Municipal de Arapiraca, Diogo Tenório, esclareceu algumas dúvidas da população com relação ao pagamento da Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública (Cosip), aprovado pela Câmara de Vereadores.

Na manhã desta terça-feira (9), Tenório foi entrevistado no programa Pajuçara Na Hora, ancorado pelos radialistas Ailton Avlis e Carlos. O auditor voltou a explicar que não será aplicado qualquer reajuste na taxa de iluminação pública e que a medida irá atingir apenas proprietários de lotes que até então são isentos da taxa, que passará a ser cobrada anualmente de acordo com a metragem dos lotes. A taxa será emitida juntamente com o carnê do IPTU.

“Vamos exemplificar um loteamento, onde existem cem lotes e apenas vinte casas construídas. Enquanto esses vinte pagam a Cosip os demais ficam isentos, mas todos são beneficiados pelo serviço de iluminação pública ofertado pela Prefeitura”, frisou.

Ele explicou ainda que os proprietários de terrenos de até 5 metros de frente pagarão uma taxa anual de R$ 48,00. Para lotes de 6 a 10 metros o valor será de R$ 84,00. Já os lotes com medidas entre 11 e 20 metros o valor anual ficará em R$ 120,00, enquanto os lotes com metragem de 12 a 30 metros, R$ 160,00. E, finalmente, lotes com medidas acima de 30 metros de frente o valor será de R$ 200,00.

Tenório explicou ainda que a mesma regra valerá para contribuintes que possuem imóveis (casas) registradas na Prefeitura apenas como terreno. “No sistema, a Prefeitura ‘enxerga’ esse tipo de imóvel apenas como terreno e a taxa será emitida automaticamente até o proprietário se regularizar junto ao Município, ou seja, averbar a construção junto a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Obras, apresentando toda a documentação necessária”, explicou.


Por Redação
Fonte: Ascom Arapiraca
 




Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.