Notícias / Brasil


Imprimir notícia

08/10/2018 05:08 - Atualizado em 08/10/2018 05:08

Bolsonaro na Record alcançou quase metade da audiência do debate na Globo

 

Ao longo da entrevista de 26 minutos de Jair Bolsonaro ao “Jornal da Record”, exibida durante os 26 minutos iniciais do último debate entre os demais candidatos à presidência, na Globo, a audiência em tempo real mensurada pelo Kantar Ibope registrou média de 26 pontos para a Globo, 12,2 pontos para a Record e 11,2 para o SBT – que normalmente bate a rede de Edir Macedo nesse horário.

Os dados da pesquisa em tempo real são uma prévia da audiência final, consolidada só no dia seguinte, o que significa que esses índices podem oscilar em 1, no máximo 2 pontos, nesta sexta.

Quando o debate se iniciou, a Globo tinha 38 pontos herdados da novela “Segundo Sol” e o “Jornal da Record” registrava 8 pontos. Vinte e seis minutos depois, uma havia caído para 23 e outra havia subido para 13 pontos

[ x ]
Esses são os dados da Kantar Ibope Media na Grande São Paulo, região que concentra o maior número de domicílios com TV do Brasil e onde 1 ponto equivale, hoje, a 71,85 mil lares.

Na Grande Rio, o placar médio de audiência ao longo da entrevista de Bolsonaro marcou 30 pontos para a Globo, 13 para a Rrecord e 8 para o SBT.

Em Belo Horizonte: Globo (21), Record (13) e SBT (11).

Em Savlador: Globo (27), Record (14) e SBT (13)

Em Brasília: Globo (29), Record (17) e SBT (8).

Bolsonaro falou sobre a recuperação do atentado sofrido em Juiz de Fora, deu detalhes das complicações de saúde que atravessou, alegou que não pode se responsabilizar pelas fake news contra seus adversários e aproveitou para apresentar algumas ideias e desmentir declarações de seu vice, o general Mourão, inconvenientes para sua eleição.

Afirmou, por exemplo, que Mourão nunca manifestou o desejo de acabar com o 13º salário. Alegou que se aproveitaram de uma palavra que ele teria dito para concluir uma ideia errada. O repórter, Eduardo Ribeiro, mal contestou. Limitou-se a perguntar: “qual é a última palavra sobre isso?”, a fim de encerrar o assunto com a versão do candidato do PSL.

No fim de semana, o proprietário da Record, Edir Macedo, declarou apoio público a Bolsonaro.

Gravada na casa do candidato, a entrevista foi acompanhada pessoalmente por Douglas Tavolaro, braço direito e biógrafo de Macedo, vice-presidente responsável pelo jornalismo da Record.

O capitão falou ainda sobre a liberdade que se deve dar aos pais de dar uma “palmadinha” nos filhos sempre que acharem necessário, contestando a legislação atual. 


Folha de São  Paulo 


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.