Notícias / Mundo


Imprimir notícia

27/07/2020 16:14 - Atualizado em 27/07/2020 16:15

China assume controle de prédio do consulado dos EUA em Chengdu

 

Autoridades chinesas assumiram na manhã desta 2ª feira (27.jul.2020) o controle do edifício que hospedou o consulado dos Estados Unidos na cidade de Chengdu, sudoeste da China, em meio a crescentes tensões entre as duas maiores economias do mundo.

Na 6ª feira (24.jul), o regime chinês ordenou que a representação diplomática fosse fechada, em retaliação à decisão dos EUA de fechar o consulado chinês em Houston, no estado do Texas.

Os EUA acusam a China de espionagem e alegam que a decisão visa proteger a propriedade intelectual americana e informações privadas de cidadãos locais. A China, por sua vez, afirma que as “alegações são maliciosas” e têm como único objetivo “difamar a China“.

No início da manhã desta 2ª feira (27.jul), a emissora estatal chinesa CCTV mostrou imagens da bandeira dos EUA sendo baixada em frente ao prédio onde ficava a representação diplomática. Mais tarde, Pequim confirmou que o consulado foi fechado às 10h (horário local). “Posteriormente, as autoridades chinesas entraram pela porta da frente e o assumiram“, disse o Ministério do Exterior em comunicado.

O órgão ressaltou que a entrada só foi feita depois da saída de todos os diplomatas americanos. No sábado (25.jul), Pequim acusou agentes dos EUA de forçarem e entrada no consulado de Houston, afirmando se tratar de “propriedade nacional da China“. “O lado chinês lamenta e opõe-se firmemente à decisão dos EUA de entrar à força no Consulado Geral da China em Houston“, afirmou Pequim em comunicado.

O Departamento de Estado americano expressou “decepção” e lembrou que o consulado em Chengdu “está no centro das relações com o povo do oeste da China, incluindo o Tibete, há 35 anos“. “Estamos decepcionados com a decisão do Partido Comunista Chinês e vamos nos esforçar para continuar alcançando as pessoas nesta importante região, por meio de nossos outros postos na China“, disse em nota.

Depois do fechamento da representação diplomática em Chengdu, funcionários chineses retiraram a placa que estava em frente ao prédio e dizia “Consulado Geral dos Estados Unidos da América“.

O fechamento iminente do consulado em Chengdu atraiu um fluxo constante de espectadores durante o fim de semana, levando a polícia a fechar a rua e a calçada em frente ao prédio e a instalar barreiras de metal.

A China mantém consulados em São Francisco, Los Angeles, Chicago e Nova York, além da embaixada em Washington. Os EUA têm outros 4 consulados na China e uma embaixada em Pequim, assegurando paridade em termos de representações diplomáticas.

O consulado de Chengdu foi aberto em 1985 e contava com quase 200 funcionários. O local ganhou destaque em 2012, quando o chefe da polícia na cidade vizinha de Chongqing se refugiou na representação diplomática, precipitando a queda do líder em ascensão de Chongqing, Bo Xilai, no maior escândalo político na China em décadas.


MSN 


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.