Notícias / Alagoas


Imprimir notícia

22/02/2018 06:57 - Atualizado em 21/02/2018 06:59

Comandante da PM é suspeito de improbidade administrativa

 

O Ministério Público Estadual (MPE) aguarda que a Polícia Militar (PM) esclareça o porquê de seu comandante-geral, coronel Marcos Sampaio, usar um veículo locado pelo Governo de Alagoas para a Secretaria de Segurança Pública (SSP). para finalidades particulares.

O caso ganhou repercussão na noite da terça-feira (13) de Carnaval, após o oficial ser assaltado no momento que estava com os filhos – segundo sua versão a imprensa – em uma lanchonete próxima ao Hospital Geral do Estado (HGE), no bairro do Trapiche da Barra, região Sul de Maceió.

No local um homem, que ainda não foi preso, se aproximou dos clientes e anunciou o assalto, recolhendo dinheiro, celulares e outros pertences das vítimas.

Na mesa onde estava Marcos Sampaio e os filhos estava as chaves da caminhonete Amarok – descaracterizada – branca, placa QLE 2394, que oi leveda pelo suspeito. O carro foi encontrado abandonado na manhã do dia seguinte em uma das ruas do bairro do Clima Bom, parte alta da cidade.

Questionado, o MPE instaurou uma investigação para esclarecer a situação, que pode caracterizar um caso de improbidade administrativa.

No comando ninguém comenta abertamente os questionamentos do Ministério Público.



Página 181 


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.