Notícias / Tecnologia


Imprimir notícia

26/05/2020 16:08 - Atualizado em 26/05/2020 16:22

Covid-19: saiba como higienizar corretamente aparelhos eletrônicos

 

O coronavírus é uma realidade, um perigo ao qual, infelizmente, temos que nos prevenir e combater. Além dos vários cuidados necessários e recomendados com a higiene pessoal lavando as mãos e evitando levá-las ao rosto, todo cuidado é pouco com aparelhos eletrônicos, bastante utilizados por todos, seja em casa ou por aqueles que não podem fazer distanciamento social e precisam de computador em suas atividades. O perigo aumenta se esses equipamentos forem comunitários.

Por isso, o Instituto de Tecnologia em Informática e Informação (Itec) traz dicas de como cuidar da higienização dos seus aparelhos eletrônicos sem danificá-los, transferindo os cuidados de higiene que já praticamos também para essas ferramentas que, de tanto utilizarmos, já fazem parte de quase todo nosso cotidiano.

“Hoje, por causa da Covid-19, a higienização das superfícies se torna mais do que nunca necessária e com os aparelhos eletrônicos não seria diferente. No entanto, existem algumas precauções que devemos tomar ao higienizar nossos equipamentos, uma delas é o tipo de álcool utilizado. O mais indicado é o álcool isopropílico, que tem composição de 99% de álcool e menos de 1% de água, o que faz essa substância evaporar com rapidez e não prejudicar os componentes eletrônicos” explicou Julien Aguiar, técnico de suporte do Itec.

“Devemos aplicar o álcool numa flanela ou pano macio, nunca diretamente na tela ou equipamento, e de preferência um tecido que não solte pelos. Passe o pano úmido em todas as superfícies da máquina, inclusive no teclado. Se o seu teclado estiver muito empoeirado, você ainda pode ter a ajuda de um pincel macio, umedecido no álcool. Caso o teclado seja de um desktop ou computador de mesa, além do pincel e pano, pode virá-lo de cabeça pra baixo e dar batidas leves para que a sujeira caia” continuou o técnico.

Outro grande problema, segundo Julien Aguiar, são os resíduos deixados por quem gosta de comer próximo às máquinas.

“Não aconselho ninguém a se alimentar enquanto estiver usando computador, pois além de cair farelo, pode juntar formiga e elas, com o tempo, corroem as placas eletrônicas do seu componente caso entrem no seu equipamento. Evite usá-lo antes de higienizar suas mãos, principalmente se você estiver compartilhando com outras pessoas. Agindo assim, você estará protegendo a si e aos outros, evitando que o vírus se propague” finalizou o técnico.

Os cuidados com a higienização são extensivos a celulares, impressoras, fones e outros aparelhos e periféricos eletrônicos.

Para os mouses, passe um pedaço de papel toalha umedecido com álcool sobre a parte superior e inferior. Retire os resíduos acumulados na parte inferior, especialmente nas borrachas de contato com o mousepad. Umedeça um pouco com álcool uma haste flexível (cotonete) e passe no visor óptico na parte inferior do mouse.

A limpeza do celular segue o mesmo processo dos desktops e notebooks, ou seja, flanela úmida com álcool isopropílico passada levemente. Porém, é recomendado que o aparelho esteja desligado. Fones e capinhas podem ser higienizados com o álcool isopropílico, mas na falta deste, somente para esses acessórios, o uso do álcool em gel também funciona.


TNH1 


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.