Notícias / Esporte


Imprimir notícia

04/03/2021 06:20 - Atualizado em 04/03/2021 06:23

CSA goleia o CEO e vence mais uma

 

Abrindo a terceira rodada do Campeonato Alagoano, na noite desta quarta-feira (3), o CSA recebeu o CEO, no Estádio Rei Pelé, não tomou conhecimento do adversário e conquistou a sua segunda vitória na competição, de goleada, ao bater o time de Olho d’Água, por 5 a 0. Os gols azulinos foram de Dellatorre (duas vezes), Fabrício, Bruno Mota e Silas, todos assinalados no segundo tempo.

Com esta vitória, o CSA agora soma sete pontos e assume provisoriamente a liderança do Alagoano, à frente de CRB e de Aliança, que têm seis pontos cada, mas ainda não jogaram nesta rodada. Clique aqui e confira o tempo real da partida.

Antes de a bola rolar, Rodrigo Pimpão, do CSA, recebeu o prêmio de artilheiro do Alagoano 2020, onde ele marcou cinco gols.

O próximo compromisso do Azulão no Estadual será apenas pela 5ª rodada, no dia 27 (um sábado), contra o ASA, às 17h, no Estádio Coaracy da Mata, em Arapiraca. Na 4ª rodada o time azulino estará de folga na tabela. Porém, no próximo domingo (7), ele estará no Barretão, onde vai encarar o Confiança-SE, ás 20h. Já o CEO entra em campo na próxima rodada do Estadual no dia 13 (sábado), às 19h, quando receberá o Coruripe, com local ainda a ser definido.

Etapa inicial

No primeiro tempo o CSA foi muito melhor, só faltou fazer o gol na partida, que até começou equilibrada, mas chegando aos 10 minutos de bola rolando só dava o Azulão em campo. Aos 11 minutos, Marco Túlio cobrou uma falta na área e Marquinhos apareceu no meio da defesa do CEO e cabeceou para fora, com perigo. Aos 17 minutos, foi a vez de Rodrigo Pimpão tentar arriscar de muito longe, mas chutou muito mal, fraco e longe do gol.

Só dava CSA na partida e, aos 25 minutos, o time de Mozart chegou novamente. Bruno Mota tentou o cruzamento da esquerda, mas a defesa do CEO mandou para escanteio. Aos 26 minutos, Marquinhos sofreu uma falta na entrada da área. era uma boa chance para o CSA abrir o placar. Só que, para alívio do CEO, Fabrício cobrou no canto esquerdo de Matheus e a bola foi tirando tinta da trave.

O domínio era todo do Azzulão que tinha a posse de bola e não deixa o CEO chegar no ataque. Aos 31 minutos, Dellatorre achou Pimpão no lado direito, dentro da área, o atacante dominou, chutou colocado, mas a bola subiu demais e se perdeu pela linha de fundo. Aos 39 minutos, Filemon atingiu Mika forte no meio de campo e o árbitro marcou falta em favor do CEO. Aos 40 minutos, Jeferson Carioca cobrou, jogando a bola na área, mas a defesa azulina tirou a bola da área, sem perigo.

O árbitro Márcio dos Santos Oliveira determina dois minutos de acréscimos à etapa inicial e ele apita pela última vez, aos 47 minutos, terminando o primeiro tempo: 0 a 0.

2º tempo

Na etapa final, o CSA começou pressionando. Logo no 1º minuto, Róger errou o passe, Marco Túlio aproveitou a falha do atacante do CEO, avançou, puxou para dentro da área e chutou forte, mas direto para fora. Aos 3 minutos, de novo o CSA. Marco Túlio cruzou da esquerda, Bruno Mota chutou em cima de Matheus e, na sobra, Dellatorre chutou mascado e a bola beijou a trave.

O CSA começou massacrando o CEO, só que perdendo muitas chances de gols. mas, aos 5 minutos, ele não errou. Victor Costa arriscou da quina esquerda da grande área, a bola ia saindo pela linha de fundo, mas Dellatorre pôs o pé na frente e empurrou a redonda para o fundo do gol: 1 a 0. Esse já é o terceiro gol de Dellatorre em três jogos com a camisa azulina.

O time azulino seguia impossível e em busca do segundo gol. E ele veio aos 10 minutos: Fabrício soltou uma bomba na cobrança da falta, a bola explodiu na trave direita de Matheus e morreu no fundo do gol. CSA ampliou: 2 a 0.

Aos 23 minutos, Gabriel invadiu a área e tocou para Victor Costa na marca do pênalti. Jeferson Carioca chegou forte em cima do lateral esquerdo e os jogadores azulinos pediram pênalti, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Aos 32 minutos, mais um gol azulino no Rei Pelé. Gabriel cruzou da direita na cabeça de Dellatorre, que só tirou do goleiro e fez um belo gol azulino, o segundo de Dellatorre na partida: 3 a 0.

Quatro minutos depois, aos 36’, veio o quarto gol do CSA. Após cruzamento da direita, Gabriel deixou a bola passar, ela sobrou para Bruno Mota, que só teve trabalho de mandar para o fundo da rede: 4 a 0. E tinha espaço para mais. Aos 38 minutos, em ritmo de treino, Gabriel tocou a bola para Silas na entrada da área, o volante soltou a bomba rasteira e marcou o quinto do CSA: 5 a 0.

A partida se aproximava dos final e, pontualmente, aos 45 minutos, o árbitro apitou o encerramento, sem acrescentar nenhum minuto ao duelo. Placar final: goleada do CSA por 5 a 0.

CSA - Thiago Rodrigues; Cristovam (Norberto), Rodolfo Filemon, Lucão e Fabrício; Geovane, João Victor (Silas), Nadson; Rodrigo Pimpão (Gabriel), Dellatorre (Ryan Gonzalez) e Marco Túlio (João Paulo). Técnico: Mozart.

CEO - Mateus; Diego (Gaspar), Cleriston (Potiguar), Alemão e Anderson Recife; Caio Breno, Bruno Kabelo e Deda; Dannyel (Wesley), Palhinha e Roger (Manu). Técnico: Janio Fialho.

Árbitro - Marcio dos Santos Oliveira.
Assistentes - Pedro Jorge Santos e Wellington da Silva Santos


Gazetaweb 


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.