Notícias / Esporte


Imprimir notícia

13/05/2018 08:26 - Atualizado em 13/05/2018 08:31

CSA vence o Boa e se mantém 100% no Rei Pelé

 

O CSA conquistou a terceira vitória em casa e assumiu a liderança provisória da Série B do Campeonato Brasileiro neste sábado (12). O Azulão derrotou o Boa Esporte por 1 a 0 no Estádio Rei Pelé, em Maceió, pela quinta rodada da Segundona.

O Azulão somou a terceira vitória em casa e segue 100% no Trapichão. De quebra, chegou aos 12 pontos e assumiu provisoriamente a liderança da Série B. Isso porque o Vila Nova, que tem 12, e o Fortaleza, que tem 10, ainda jogam no encerramento da rodada. O Boa continua sem pontuar e permanece na lanterna da tabela.

Próxima rodada

O CSA tem mais uma semana livre e enfrenta o Londrina no próximo sábado (19), às 16h30, no Estádio do Café, em Londrina, no Paraná. O Boa recebe o Coritiba no mesmo dia, às 19h, no Estádio Dilzon Melo, em Varginha, Minas Gerais.

Boa melhor

Com Rafinha e Celsinho no banco, Marcelo improvisou Echeverría na esquerda e começou o jogo com Muriel na direita. O Azulão sentiu as mexidas nas laterais e desenvolveu na primeira etapa. Fechado na defesa, o Boa se apresentou aos 7'. Barbio lançou Douglas Baggio em profundidade. O camisa 10 saiu na frente de Cajuru, que defendeu e evitou o primeiro gol. Com dificuldades para distribuir as jogadas, o CSA tinha em Niltinho a principal válvula de escape. O atacante deu trabalho aos marcadores e conseguiu amarelar Elivelton e Alyson em lances individuais.

O Boa continuou atacando quando podia. Aos 23', Machado chutou de longe e Cajuru encaixou. Aos 43', Thallyson finalizou de fora e o goleiro azulino segurou de novo. Nos acréscimos, a zaga maruja falhou, Alyson concluiu na pequena área e Xandão salvou o CSA.

100% em casa

Se a primeira etapa não animou, o CSA só precisou de um minuto para incendiar o estádio. Ferrugem recuperou a bola no campo de ataque, deu um chapéu no marcador e deu a assistência açucarada para Didira. O meia se infiltrou na área mineira, tocou no canto e abriu o placar. Cabo colocou Walter no lugar de Daniel Costa ainda no intervalo. O atacante atuou como meia no segundo tempo.

Em desvantagem, o Boa se abriu e tentou buscar o empate. Aos 19', Thallyson chutou no canto e Cajuru pegou em dois tempos. O CSA respondeu aos 30'. Didira cabeceou no travessão, mas o assistente marcou impedimento. Tanto Cabo quanto Daniel Paulista exerceram as três alterações e o panorama da partida não mudou. Aos 41', Walter deu belo lançamento para Hugo Cabral, que tentou encobrir o goleiro e errou.

Na última tentativa, Daniel Cruz finalizou de muito longe e viu a bola passar por cima da trave de Cajuru. Antes do apito final, Artur pisou em Niltinho e recebeu cartão vermelho. O CSA cozinhou os últimos minutos e conquistou a terceira vitória em três jogos no Rei Pelé.

Ficha técnica

CSA

12- Cajuru
2- Muriel (22- Celsinho, aos 26' do 2º tempo)
3- Leandro Souza
4- Xandão
6- Echeverría
5- Edinho
8- Ferrugem
7- Niltinho
10- Daniel Costa (18- Walter, no intervalo)
19- Didira (11- Hugo Cabral, aos 33' do 2º tempo)
9- Michel

Técnico: Marcelo Cabo

Banco: 1- Lucas Frigeri, 11- Hugo Cabral, 13- Roger, 14- Rafinha, 15- Yuri, 16- Dawhan, 17- Boquita, 18- Walter, 20- Pingo, 22- Celsinho e 31- Mota.

Boa Esporte

1- Fabrício
2- Erick
3- Gustavo
4- Arthur
6- Elivelton
5- Amaral
8- Machado
7- Thallyson (21- Jhon Cley, aos 30' do 2º tempo)
10- Baggio
11- Alyson (17- Daniel Cruz, aos 15' do 2º tempo)
9- Willian Barbio (19- Igor, aos 32' do 2º tempo)

Técnico: Daniel Paulista

Banco: 12- Igor Rayan, 14- Rodrigo, 15- Lucas, 16- Kaio Cristian, 17- Daniel Cruz, 18- Franca, 19- Ygor, 20- Bruno e 21- Jhon Cley.

Gol
CSA: Didira.

Cartão amarelo
CSA: Didira, Walter.
Boa Esporte: Elivelton, Alyson, Jhon Cley.

Cartão vermelho
Boa Esporte: Arthur.

Arbitragem
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (CBF/RJ);
Auxiliar 1: Silbert Faria Sisquim (CBF/RJ);
Auxiliar 2: Wendel de Paiva Gouvea (CBF/RJ);
4º árbitro: José Ricardo Laranjeira (CBF/AL).



TNH1 


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.