Notícias / Alagoas


Imprimir notícia

23/03/2020 13:13 - Atualizado em 23/03/2020 13:15

HU desmente áudio que informa sobre supostos casos de coronavírus

 

Em tempos de precaução  devido ao novo coronavírus (Covid-19), as pessoas cada vez mais precisam ficar atentas ao que é fato e o que é fake news. O Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA), da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), emitiu nota na noite do último domingo (22) para desmentir um áudio que circulava nas redes sociais.

"O Hospital Universitário Professor Alberto Antunes da Universidade Federal de Alagoas, ligado a Rede Hospitalar Ebserh, não tem, até o momento, nenhum caso nem suspeito nem comprovado de coronavírus. O HU resolver fazer o esclarecimento após circulação de um áudio em grupos de whatsapp, no qual uma funcionária do Hospital Universitário, sem especificar a cidade onde o mesmo estaria localizado, faz um alerta sobre a lotação de pacientes contaminados pelo covid-19 e informando que a situação teria saído do controle.

O reitor da Ufal, Josealdo Tonholo, e o superintendente do HU de Maceió, Célio Rodrigues, esclarecem que o fato citado no áudio divulgado não se refere ao Hospital Universitário alagoano", diz o início do comunicado. 

“Nosso HU não recebeu nenhum paciente com suspeita nem com contaminação por coronavírus”, reforçou Tonholo na nota.

O Hospital Universitário esclareceu ainda que faz parte da comissão de gerenciamento do coronavírus da Ufal e também prepara medidas para o combate ao coronavírus, entre elas o planejamento da construção de leitos específicos para receber pacientes diagnosticados com o Covid-19. "A unidade hospitalar planeja novas práticas que visam a garantia da segurança da população e de seus trabalhadores e já apresentou plano de contingência e o fluxo de atendimento para casos suspeitos", segue a nota.

"Por conta da pandemia do coronavírus, o HU da Ufal suspendeu temporariamente as visitas a pacientes internados, mas manteve a garantia do acompanhante para quem está internado, nos casos previstos em lei, exceto quando em isolamento. O Hospital também criou o Grupo de Trabalho (GT) para o “Enfrentamento do Coronavírus”, formado por profissionais de várias áreas e responsável por gerenciar as normativas adotadas na instituição, neste período de combate ao Covid-19. De acordo com a chefe do setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente, Celina Dias, o GT foi instituído com a finalidade de pensar em um plano estratégico para que os profissionais da instituição tenham conhecimento de como lidar com o covid-19, caso apareçam suspeitas ou infectados pela doença", finaliza o texto enviado pela assessoria do HU.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) divulgou, nesse domingo (22), que Alagoas segue com sete (07) casos confirmados para Covid-19, no entanto, os casos em investigação chegam a 85. Foram descartados 63 casos. Os sete casos confirmados estão localizados em Maceió.

O hospital disse ainda que está tomando medidas para assegurar o atendimento à população. Veja abaixo. 

"O Hospital da Universidade Federal de Alagoas, gerenciado pela rede Ebserh, está adotando medidas com o objetivo de assegurar o atendimento à população alagoana, em caso de suspeita ou confirmação de infectados pelo coronavírus. A instituição está em fase de construção e ampliação de leitos, realizando treinamentos com as equipes médicas, critérios de plantão, reforço no estoque de equipamentos de proteção e de medicamentos, dentre outras.  As ações de proteção aos trabalhadores também estão sendo executadas pelo Hospital.

Medidas adotadas pelo HU:

 1- Leitos construídos na UTI;
 2- Ampliação de 8 leitos com respiradores;
 3- Treinamento das equipes médicas para a unidade de Covid-19;
 4- Critérios de plantão na Unidade de coronavírus;
 5- Afastamento dos colaboradores enquadrados nos grupos de risco das áreas com potencial infectante; 
 6- Reforço no estoque de equipamento de proteção individual, com autorização de compra imediata. Caso necessário, o setor de suprimentos já está autorizado a ir buscar mesmo em outros estados da Federação;
 7- Reforço na aquisição e estoque de gases medicinais, medicamentos, correlatos e itens necessários para exames complementares;
 8- Adequação e preparo para ampliação de áreas de isolamento com gases medicinais para eventual necessidade para instalação de respiradores;
 9-  Reuniões de convocação das equipes;
 10- Suporte da UTI para os profissionais".


TNH1 


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.