27/04/2018 11:27 - Atualizado em 27/04/2018 11:31

II Mostra Navi

 

Em 2018, o NAVI realizará a II MOSTRA NAVI, esse ano o evento terá dois dias de exibições, 04 e 05 de Maio de 2018 às 19h, no Teatro Hermeto Pascoal - Sesc Arapiraca, fazendo parte da programação os filmes vencedores da VIII MOSTRA SURURU DE CINEMA ALAGOANO e contará com a estreia, em Arapiraca, do filme AVALANCHE de Leandro Alves e dos dois filmes realizados através das oficinas de formação do NAVI: Leve A’mar e Serrote. Esse ano, a Mostra NAVI conta com a parceria do SESC Arapiraca e além das exibições, a mostra contará com a presença dos realizadores para um bate-papo após o final de cada sessão, o objetivo é mostrar o que está sendo realizado no Estado de Alagoas e aproximar cada vez mais o cinema alagoano do público arapiraquense.

NAVI
O Núcleo do audiovisual de Arapiraca – NAVI é um projeto da AAMA – Associação dos Artistas da Massaranduba tem como objetivo desenvolver ações de formação, fomento, produção, difusão e circulação do audiovisual no município de Arapiraca, na perspectiva da economia criativa e da transformação social a partir da formação de jovens.

Em seu primeiro ano de atividade, o NAVI realizou oito oficinas de formação audiovisual de forma gratuita para a comunidade: Linguagem cinematográfica, Roteiro, Cinematografia, Edição e Finalização de Vídeo, Som direto e pós-produção em Som, Elaboração de projetos, Cineclube e Vivência audiovisual para jovens na Vila São Francisco (Serrote).

O resultado foi a criação do cineclube Trianon, com exibições e discussões sobre filmes aberto ao público, a primeira MOSTRA NAVI, que aconteceu em março de 2017, com exibições de filmes realizados em Arapiraca e a produção de dois curtas que foram realizados através das oficinas de formação audiovisual do NAVI: Leve A’mar e Serrote.

Mostra NAVI
A I MOSTRA NAVI, contou com um público de mais de 200 pessoas mostrando o potencial do cinema arapiraquense, foram 4 curtas metragens realizados na cidade de Arapiraca, o evento ocorreu em apenas um dia, 26 de março de 2017, com debate após a sessão.

O audiovisual alagoano passa por um momento de efervescência, muitas produções e novos cineastas estão surgindo, motivados pelas novas tecnologias, editais de incentivos e oficinas de formação audiovisuais. Essa contribuição tem levado o Estado de Alagoas para mostra e festivais no Brasil e exterior. Apesar da grande concentração dos filmes alagoanos estarem na capital, Arapiraca vem cada vez mais se destacando nesse cenário.

Em 2017, na VIII Mostra Sururu de Cinema, considerada hoje a maior janela de exibição do audiovisual de Alagoano, o cinema arapiraquense foi representado pelo curta-metragem de ficção AVALANCHE, dirigido pelo arapiraquense Leandro Alves, o filme foi produzido pelo NAVI e realizado em Arapiraca contando com mais de 60 pessoas na equipe, e acabou conquistando o prêmio de Melhor contribuição Técnica na VIII MOSTRA SURURU DE CINEMA ALAGOANO, além de ser selecionado para a 21ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES, o maior evento do cinema brasileiro contemporâneo que aconteceu entre os de 19 a 27 de janeiro de 2018.

Além de Avalanche, o NAVI está em produção do curta-metragem de ficção, Besta-Fera, dirigido por Wagno Godez e o telefilme, Moto-perpétuo, que terá direção de Leandro Alves, ambos selecionados no IV edital de incentivo ao audiovisual do Estado de Alagoas. Outro projeto aprovado pelo NAVI é o “NAVI nas comunidades”, contemplado pelo edital da ALGÁS, o Núcleo do Audiovisual de Arapiraca irá ofertar oficinas de formação audiovisual em 5 comunidades rurais do município, com o objetivo de produzir um curta-metragem em cada oficinas e ao fim do ciclo realizar a I MOSTRA NAVI NAS COMUNIDADES.

Por tudo isso, a cena do audiovisual de Arapiraca começa a se construir vigoroso e atuante, a revelia das dificuldades inerentes do fazer artístico e cultural, com a perspectiva de um futuro produtivo com capacidade de contribuir para o fortalecimento da identidade cultural do município.

PROGRAMAÇÃO

II MOSTRA NAVI

04 DE MAIO – SEXTA-FEIRA

Serrote
Documentário / Livre / 2018
Direção: coletiva
Filme resultado das oficinas de formação do NAVI na comunidade do Serrote (Arapiraca)

A comunidade do serrote, zona rural de Arapiraca, é mostrada por seus moradores: os alunos da escola Cônego Epitácio Rodrigues.

Furna dos Negros
Documentário / 26 min / Livre / 2017.
Direção: Wladymir Lima.

Tabacaria, em Palmeira dos Índios, é o primeiro quilombo de Alagoas a receber o título da terra, depois de uma longa batalha judicial. Hoje, 89 famílias ocupam 400 hectares no Planalto da Borborema, na mesma região que um dia já abrigou o mítico quilombo dos Palmares. Depois de anos vivendo em barracos de lona e madeira, o casal Gerson e Dominícia Paulino dos Santos foi o primeiro a conquistar as casas de alvenaria a que têm direito, como herdeiros legítimos da luta de Zumbi dos Palmares. E tudo começou a partir de uma pequena caverna, conhecida hoje como a Furna dos Negros.

A Noite Estava Fria
Ficção / 18min / 12 anos / 2017
Direção: Leonardo A. Amorim

Bruno (João Vitor Marques) é um jovem do interior que lida com a solidão após se mudar para estudar na capital. Deposita suas inseguranças em Caio (Madson Melo), outro universitário que conheceu pela internet, mas que só ocasionalmente podem se encontrar, pois moram em cidades distintas.

As Melhores Noites de Veroni

Ficção / 16 min / 12 anos / 2017.

Direção: Ulisses Arthur.

Enquanto seu marido passa os dias na estrada, Veroni encontra nas noites uma forma de transcender e responder seus dilemas amorosos.

05 DE MAIO - SÁBADO

Leve A’mar
Ficção / Livre / 2018
Direção: Kátia Rúbia
Filme realizado como resultado das oficinas de formação do NAVI

Bia, uma jovem estudante do interior de Alagoas, passa férias em sua cidade natal e reencontra Tony, seu amigo de infância, que lhe prepara uma surpresa.

Trem Baiano
Documentário / 28 min / Livre / 2016.
Direção: Robson Cavalcante e Claudemir Silva.

No ano de 1989, os moradores de Carcará, um pacato povoado localizado no sertão alagoano, veem-se agraciados pela assistência prestada por um condutor e seu curioso veículo: o Trem Baiano. Filmado em 2016, o documentário nos leva a um passeio pelo peculiar universo carcaraense, um mundo que, de tão estranho, parece-nos familiar. Uma metáfora para a esperança, a crença no desconhecido, Trem Baiano reflete sobre a obscura condição humana.

Teresa
Ficção / 19 min / 12 anos / 2017.
Direção: Nivaldo Vasconcelos

A vida de uma jovem Performer entra em conflito quando ela é convidada para interpretar Santa Teresa D’Ávila em um filme.

Avalanche
Ficção / 21min / 12 anos / 2017.
Direção: Leandro Alves.

Interior do agreste alagoano. Uma família tem sua casa invadida por assaltantes. O incidente desestabiliza a todos, trazendo à tona instintos ancestrais em cada um deles.


O Quê: II MOSTRA NAVI
- Local: Teatro Hermeto Pascoal – Sesc Arapiraca (Rua Manoel Cazuza, S/N, Santa Edwiges, Arapiraca/AL)
- Data: 04 e 05/05/2018
- Horário: 19h
- ENTRADA FRANCA.