Notícias / Brasil


Imprimir notícia

24/05/2020 08:38 - Atualizado em 24/05/2020 08:41

Nem a pandemia inibe o oportunismo dos dirigentes sindicais

 

Nem mesmo a pandemia de covid-19 freou o oportunismo de dirigentes sindicais do setor público.

Após um sindicato de agentes penitenciários se aproveitar a comoção provocada pela morte de um associado para pedir ainda mais dinheiro ao governo do Distrito Federal, chegou a vez da pelegada que anunciou greve a partir deste domingo (24) em toda a área de manutenção de sistemas da estatal de energia CEB, de Brasília.

A greve que pode provocar o caos na capital foi decidia em assembleia com 42 votos, segundo o próprio sindicato. Ou seja, tinha muito menos.

Pior do que o oportunismo de colocar Brasília sob risco de blecaute, em plena pandemia, é o motivo: a CEB alterou uma escala de trabalho.

Além do elevado nível salarial, a CEB paga regalias e privilégios como “auxílio babá” e já permitiu engenheiro embolsar R$300 mil em um mês.


Diário do Poder 


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.