Notícias / Esporte


Imprimir notícia

21/05/2018 21:23 - Atualizado em 21/05/2018 21:25

O drama do ASA em 2018

 

A eliminação precoce do ASA no Campeonato Brasileiro da Série D, após a derrota desse domingo para o Jacuipense-BA, por 3x1, acabou com a esperança do torcedor alvinegro em ver o clube novamente disputando a terceira divisão no próximo ano.
Além disso, o resultado no interior baiano trouxe um prejuízo gigantesco para o time arapiraquense, já que o Fantasma encerra suas atividades em 2018 ainda neste primeiro semestre. O mesmo ocorre aos outros dois representantes de Alagoas, Murici - que entrou em campo pela quinta rodada já eliminado - e Santa Rita. O time de Boca da Mata - que vai disputar a segunda divisão do Estadual em 2019 - foi goleado pelo Treze-PB por 5x0, em Boca da Mata, e também deu adeus à competição nesse domingo.

A última apresentação do ASA acontece no próximo domingo (27), quando o Fantasma vai encarar o Sergipe, no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, encerrando a fase de classificação da Série D.

Após a partida em Riachão do Jacuípe-BA, o técnico Carlos Rabello lamentou a despedida com uma rodada de antecedência.

- Não estava nos nossos planos [a eliminação]. Nós fizemos um planejamento para conquistar a classificação, independentemente de primeiro ou segundo lugar, mas não tivemos a capacidade de levar o ASA à segunda fase da competição e sucumbimos com uma derrota por 3x1. Foi nossa pior partida no Brasileiro. Não poderíamos jogar tão mal como jogamos. Criamos um ponto de esperança naquele jogo contra o Central, em Caruaru (empate sem gols), e repetimos a equipe, mas ela não se comportou bem no jogo de hoje.

Nem mesmo reforços como o atacante Nona - um dos artilheiros do Alagoano pelo CEO - e o zagueiro Audálio foram capazes de evitar a pífia campanha no grupo A7 da Série D. Ainda sem vencer, o ASA somou apenas quatro pontos em cinco jogos até aqui, perfazendo um aproveitamento de apenas 26%. Marcou cinco gols e tomou sete.

E esta eliminação inesperada não foi a única em 2018. Antes, pela Copa do Brasil, o Fantasma também caiu na primeira fase, quando acabou derrotado por 1x0 para o Corumbaense-MS, em Corumbá. Já pelo Campeonato Alagoano, o Gigante até que conseguiu ir mais longe. Inclusive, por muito pouco não foi finalista, já que terminou eliminado com gol nos acréscimos na partida de volta contra o CSA, no Rei Pelé.

Agora, a expectativa é a de que o planejamento para a temporada 2019 seja executado com as devidas antecedência e organização, para que o ASA possa dar a volta por cima já no Estadual.



Gazetaweb 


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.