Notícias / Polícia


Imprimir notícia

25/09/2018 09:08 - Atualizado em 25/09/2018 09:15

Polícias pedem que denúncias de crimes eleitorais sejam detalhadas

 

Durante reunião entre a cúpula do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) e os órgãos que compõem a segurança pública alagoana, realizada na manhã desta segunda-feira (24), representantes das Polícias Federal, Civil e Militar destacaram a importância do detalhamento das informações quando os cidadãos forem fazer denúncias de crimes eleitorais.

De acordo com a delegada federal Fabíola Prado Piovesan, algumas denúncias chegam à Polícia Federal sem as mínimas informações para que os policiais identifiquem os envolvidos nos crimes eleitorais.

“Quando forem denúncias de ilícitos eleitorais como compra de votos, formação de cadastro de eleitores ou distribuição irregular de combustíveis, precisamos de informações específicas como nomes e endereços, fotos ou vídeos, para que possamos iniciar as investigações e prepararmos o flagrante em tempo hábil”, explicou a delegada.

As denúncias de crimes eleitorais podem ser feitas de diversas formas pelos cidadãos alagoanos. Uma delas é através do aplicativo Pardal, que encaminha, automaticamente pelos smartphones, denúncias com fotos e vídeos. O download do aplicativo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é gratuito e, até esta segunda-feira (23), 134 denúncias foram feitas no aplicativo em Alagoas.

Outro canal de comunicação do TRE/AL com a população é a Ouvidoria Regional Eleitoral, que recepciona, através de e-mail (ouvidoria@tre-al.jus.br) ou de telefone (3221-8434 ou 2122-7779), as denúncias de crimes eleitorais. A Ouvidoria funciona, de segunda à sexta, do meio-dia às 19h, acompanhando o expediente da Secretaria do Tribunal.

O cidadão que presenciar conduta suspeita relacionada às eleições deste ano possui ainda dois canais à disposição para denunciar práticas ilegais durante a campanha eleitoral, de responsabilidade do Ministério Público Federal (MPF), através da Procuradoria Regional Eleitoral.

As denúncias podem ser feitas no site www.mpf.mp.br, na aba PARA O CIDADÃO, e através do aplicativo SAC MPF, disponibilizado para smartphones e que também possibilita o envio de texto, vídeos, áudios e fotos.

Denúncias de qualquer crime ou ilícito eleitoral também podem ser feitas diretamente à Polícia Federal, presencialmente na sede da Superintendência Regional em Alagoas, no bairro de Jaraguá, em Maceió, ou através do telefone (82) 3216-6767.




Diário do Poder-AL com Ascom do TRE de Alagoas 


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.