Notícias / Cultura


Imprimir notícia

25/04/2018 11:38 - Atualizado em 25/04/2018 11:41

Quase 70 mil alagoanos foram contemplados com as exibições do Cine Sesi

 

Totalmente gratuito, o projeto já percorreu mais de 700 cidades e atingiu um público de mais de cinco milhões de pessoas em todo o Brasil. Em Alagoas, nas 20 cidades contempladas nesta edição, 68.400 pessoas assistiram às exibições do Cine Sesi. Gente que, na sua grande maioria, nunca tinha visto cinema na vida. A mostra itinerante desbrava as estradas dos estados brasileiros levando projeções de qualidade a céu aberto para regiões interioranas que não têm mais, ou nunca tiveram salas de exibição. “Em muitas dessas cidades, as novas gerações sequer viram o cinema funcionando. Quando nasceram, as salas já haviam se transformado em igrejas, academias de ginástica ou supermercados. O projeto resgata o vínculo dessas localidades com seus antigos cinemas”, diz Lina Rosa Vieira, curadora do Cine Sesi, iniciativa que em 2018 entra na sua 17ª edição e 16 anos de atividade.

O curtas-metragens produzidos este ano em Traipu e União dos Palmares, onde aconteceram as oficinas e palestras de cinema de animação, puderam ser vistos pelos alagoanos, na grande tela. Os trabalhos dos aprendizes alagoanos da técnica stop motion foram exibidos às sextas, com o curta “Dó Ré Mi Sapo”, produzido em Traipu; e aos domingos, com a produção de União dos Palmares, “Água de Barro”.

O Cine SESI dá preferência a pequenos municípios, e as exibições – em telão de altíssima definição e som no mesmo padrão, acontecem sempre em local de grande circulação. No final de semana, a produção prepara um espaço todo especial, com cadeiras, tapete vermelho e, claro, pipoca quentinha. Tudo de graça. Alguns moradores privilegiados se dão ao luxo de assistir aos filmes da calçada de casa.

Lina Rosa aponta que outro foco importante do projeto são os alunos da rede pública. “Há um trabalho junto às escolas para que a ida ao cinema ao ar livre se transforme numa aula de campo”, diz. “Para ser trabalhada em sala de aula de modo multidisciplinar, o que acontece por meio de um manual pedagógico sugerido pelo projeto, focado em um dos longas exibidos”, complementa.

O Cine SESI também se destaca pelo cuidado com a acessibilidade. As pessoas com deficiência auditiva são contempladas por legendas nos longas-metragens; enquanto voluntários para fazer audiodescrição também estarão disponíveis para atender pessoas com deficiência visual que forem ao cinema. O acesso para cadeirantes e pessoas com dificuldade de mobilidade também é facilitado.

FILMES
Além das animações produzidas pelos alunos das oficinas de Alagoas, a programação de 2018 contou com os curtas-metragens “Caminho dos Gigantes” de Alois Di Leo, Tiago Rovida e Henrique Lobato; “Cabelo Bom”, de Swahili Vidal e Claudia Alves; e "Salu e o Cavalo Marinho", de Marcos Buccini e Cecilia da Fonte. Os longas-metragens “O Menino no Espelho”, de Guilherme Fiuza Zenha; “O Filho Eterno”, de Paulo Machline; “Cine Holliúdy”, com direção de Halder Gomes; “O Bem Aventurado”, com direção de Tulio Viaro; e a animação da Disney “Zootopia”, dos diretores Rich Moore e Byron Howard também estão no roteiro da telona do Cine Sesi.

VEJA O CRONOGRAMA DO CINE SESI CULTURAL JÁ CUMPRIDO EM ALAGOAS

26, 27 E 28/01/2018 PARIPUEIRA E IBATEGUARA
02, 03 E 04/02/2018 MARAGOGI E PORTO REAL DO COLÉGIO
23, 24 E 25/02/2018 SÃO MIGUEL DOS MILAGRES E JUNQUEIRO
02, 03 E 04/03/2018 CAPELA E TAQUARANA
09, 10 E 11/03/2018 CAMPO ALEGRE E MURICI
16, 17 E 18/03/2018 PALMEIRA DOS ÍNDIOS E TRAIPU
23, 24 E 25/03/2018 UNIÃO DOS PALMARES E SANTANA DO IPANEMA
06, 07 E 08/04/2018 MAJOR IZIDORO E MATA GRANDE
13, 14 E 15/04/2018 CARNEIROS E PIRANHAS
20, 21 E 22/04/2018 PÃO DE AÇÚCAR E CACIMBINHAS 


Por Davi Soares


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.