Notícias / Política


Imprimir notícia

03/09/2018 08:31 - Atualizado em 03/09/2018 08:33

Rodrigo Cunha pede reação contra velha política alagoana

 

Deputado estadual mais votado em Alagoas em 2014 e reconhecido como o mais produtivo e independente da atual legislatura, Rodrigo Cunha (PSDB) iniciou seu primeiro programa eleitoral da disputa pelo Senado nesta sexta (31), pedindo que os alagoanos reajam contra a velha política, para evitar que o estado se mantenha como o 7º mais ineficiente do Brasil quanto à aplicação de recursos nas políticas públicas, segundo levantamento recente do Datafolha.

“E os recursos que aqui chegam não melhoram em nada a vida das pessoas. Se continuarmos elegendo sempre os mesmos candidatos, não teremos resultados diferentes. Por isso chamo você para, junto comigo, reagir”, convocou Rodrigo Cunha, no seu primeiro programa veiculado à tarde.

À noite, o candidato de 37 anos apareceu fazendo referência à sua trajetória política, que passou por uma luta de mais de uma década por Justiça contra o assassinato de seus pais e familiares em uma chacina encomendada pelo suplente de sua mãe Ceci Cunha, no dia em que ela foi diplomada deputada federal, em 1998.

O programa trouxe um relato da tragédia pessoal que o tucano teve de superar para ingressar na política, depois de colocar o ex-deputado federal Talvane Albuquerque na cadeia.

Além de fazer oposição às reeleições do governador Renan Filho e do senador Renan Calheiros, ambos do MDB, o candidato tucano se recusa a subir no palanque dos demais integrantes de sua coligação: o senador Fernando Collor de Mello (PTC), que disputa o governo de Alagoas; e Benedito de Lira (PP), postulante à reeleição para o Senado.

Cunha pretende mobilizar os eleitores em torno do movimento “Reaja Alagoas”, com o objetivo de despertar esperança nos alagoanos.

“Nossa candidatura está motivando o povo a ver e a pensar política de forma diferente, e a querer resgatar o orgulho da representação política do nosso estado no Senado”, destaca o candidato, sem citar seus principais adversários da política tradicional, como Renan Calheiros (MDB), nem os integrantes de sua coligação.

Cunha tem como 1ª suplente a ex-prefeita de Ibateguara (AL), Eudócia Caldas, que é mãe do deputado federal João Henrique Caldas, o JHC (PSB), outro campeão de votos em 2014. O médico Henrique Arruda é seu 2º suplente.



Diário do Poder 


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.