Notícias / Polícia


Imprimir notícia

04/12/2018 14:48 - Atualizado em 04/12/2018 14:50

Servidor do Detran é condenado por fraudes em CNH

 

Paulo Gibson Leal Dias, servidor do Departamento de Trânsito de Alagoas (Detran/AL),foi condenado pela 4ª Vara Criminal de Maceió, por fraudes no cadastro de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) em 2009. A decisão do juiz Rodolfo Osório Gatto Herrmann foi publicada no Diário de Justiça Eletrônico desta terça-feira (4).

Segundo a assessoria de Comunicação do Tribunal de Justiça, Paulo Gibson terá que prestar serviços à comunidade, além de pagar multa equivalente a meio salário-mínimo. Segundo a sentença, o réu não tinha acesso ao sistema e utilizava a senha de outro servidor do Detran, para alterar o cadastro de habilitações.

O acusado confessou o delito e afirmou que recebeu R$ 2 mil para fazer o serviço, além de um pendrive contendo instruções e dados necessários. Testemunhas afirmaram que Paulo Gibson não trabalhava no setor que tinha acesso ao sistema, e que chegou a utilizar office boys para descobrir a senha dos servidores que podiam alterar os cadastros de CNH.

“Entendo que o réu deve responder pelo delito de falsidade ideológica, tal como previsto no artigo 299, do Código Penal, uma vez que restou evidenciado que inseriu declaração falsa, com a finalidade de alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante”, diz a sentença.

O juiz estabeleceu a pena de 1 ano e 2 meses de reclusão, mas substituiu por serviços comunitários porque o réu preenche os requisitos necessários. A pena foi convertida em uma hora de tarefa por dia de condenação, distribuídas de forma que não prejudiquem a sua jornada normal de trabalho. Os detalhes do cumprimento da pena são definidos pelo juízo da execução penal.



Cada Minuto 


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.