Notícias / Polícia


Imprimir notícia

25/09/2018 11:15 - Atualizado em 25/09/2018 11:17

STF manda Alagoas investigar senador pernambucano

 

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), desmembrou o inquérito que investiga supostas “irregularidades, narradas em depoimentos prestados em acordos de delação premiada ocorridas na construção do Canal do Sertão, no Estado de Alagoas”.

Com a decisão, a investigação sobre o senador de Pernambuco Fernando Bezerra Coelho (MDB) foi enviada para a primeira instância da Justiça Federal em Alagoas, informou o jornalista Jamilo Melo em seu blog (confira a postagem aqui).

A investigação envolve, segundo despacho do relator no STF, os políticos Fernando Bezerra de Souza Coelho, Renan Calheiros, ambos senadores da República, e Renan Filho, governador do Estado.

Houve um pedido do Ministério Público Federal (MPF) para envio para a primeira instância, em relação ao senador pernambucano, pois, na época dos fatos investigados, ainda não era senador.

“Embora o recebimento dos valores – momento consumativo do crime de corrupção passiva na modalidade receber – tenha ocorrido, consoante mencionado pela Procuradoria-Geral da República, na cidade de Recife, o contexto, consistente na prática de delitos relacionados às obras do Canal do Sertão de Alagoas, mostra-se vinculado ao objeto de apuração do inquérito policial 52/2016, em curso na Justiça Federal de Alagoas”, decidiu o ministro Marco Aurélio. A

A decisão do relator, ministro Marco Aurélio, foi assinada em 10 de setembro e já foi publicada no Diário Oficial.


Jornal Extra Alagoas


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.