Notícias / Agreste


Imprimir notícia

20/10/2018 10:15 - Atualizado em 20/10/2018 10:16

TAC firmado com Ministério Público não é cumprido

 

A Câmara Municipal de Coité do Nóia pode ter de pagar R$ 150 mil em multa por não cumprir algumas ações estabelecidas no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) do projeto “Transparência no Legislativo Municipal de Alagoas”, elaborado pelo Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE-AL).

De acordo com o inquérito civil público 08.2018.00120101-5, instaurado pelo promotor Márcio José Dória da Cunha, da promotoria de Taquarana, no dia 10 deste mês, o portal da transparência da Câmara Municipal da cidade não apresenta informações básicas, que haviam sido acordadas com o presidente do Legislativo, o vereador José Domício da Silva conhecido como Zé da Salete (MDB).

Extra Alagoas 


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.