Notícias / Alagoas


Imprimir notícia

24/03/2020 08:28 - Atualizado em 24/03/2020 08:32

Vice de Maribondo deve assumir o cargo após prefeito ter abandonado a cidade

 

O prefeito Leopoldo Pedrosa (PRB) está fora da cidade há 13 dias e o vice Serginho Marques (PRTB) irá assumir o cargo nesta quinta-feira (26), caso o gestor não retorne ao comando da prefeitura de Maribondo. O problema é que o prefeito é considerado foragido pela Justiça e seu retorno resultará em prisão. 

A posse de Serginho Marques será imediata, após decorridos 15 dias de ausência do atual chefe do Executivo. Num segundo momento, Pedrosa pode até ter o mandato cassado por ter abandonado a administração municipal. O assunto deve ser discutido após o ‘recesso de quarentena’, por conta da pandemia do Coronavírus, da Câmara Municipal de Maribondo.

Segundo o delegado João Marcello Almeida, o prefeito Leopoldo Pedrosa estava sendo monitorado por uma tornozeleira eletrônica, porém o Centro de Monitoramento (COPEN) teve conhecimento de que o equipamento havia sido rompido no último dia 11, quando a Justiça havia determinado que ele retornasse ao Sistema Prisional do Estado de Alagoas. 

Pedrosa foi preso em dezembro de 2019 num bar de Arapiraca, cidade que fica a 50 km de Maribondo. Ele estava com uma pistola e, após buscas em sua residência, os policiais recolheram um quilo de cocaína pura. No momento da abordagem, a Polícia Civil (PC) estava cumprindo mandado de prisão pelo crime de homicídio, do qual ele é suspeito. 

Nos últimos anos, Leopoldo Pedrosa tem sido alvo de denúncias. Em 2017, ele foi preso por agredir sua esposa e a sogra. No ano passado, ele foi acusado pelo então deputado estadual Dudu Hollanda de espancar e estuprar sua companheira, Meiry Emanuella de Oliveira Vasconcelos, ex-mulher do prefeito.


Por Paulo Marcello- Já é Notícia  


Deixe seu comentário

PREENCHA SEUS DADOS ABAIXO

Suas informações pessoais não serão divulgadas.


Comentários 0

Ainda não há comentários nesta matéria.