25/03/2015 11:03 - Atualizado em 25/03/2015 11:18

Ética

Ética é o cuidado mutuo pela convivência, é o cuidado mutuo com um tesouro que é a convivência coletiva.

Ética não vem pronta, não é um questionário para marcarmos certo ou errado, ela não é engessada, não é algo universal ou individual. A ética é uma escolha, é uma forma de liberdade e lei social que dita como queremos conviver mutuamente. É conceitos de inteligência compartilhada para facilitar a convivência humana. E só os seres humanos podem usufruir dela, só nós somos capazes de escolher, decidir e julgar por si mesmo. Esse padrão de reflexão humana distingue-nos dos outros animas e  direciona através da liberdade de escolha, o livre arbítrio.

Nós não nascemos sabendo e isso é inerente aos humanos, nós somos capazes de fazer o mundo tal qual ele o é, e isso é o dom dos homens e são essas escolhas e seus padrões éticos que ajudam a formar a sociedade. Os seres humanos em sua busca por pela evolução social formam seus códigos e seus conceitos éticos e a cada ciclo de gerações descobrem ou criam conceitos próprios ou redefinem os antigos.


“Tudo o que não puder contar como fez, não faça
- Immanuel Kant, o pai da filosofia crítica


 Não é aceitável  que um ser que pensa, que escolhe e julga  tomem decisões más e culpe o sistema, quando sempre haverá a possibilidade de escolher o lado do bem, isto é má fé. Culpar o meio ou as circunstâncias sem se quer pensar na liberdade de escolha. Isso é ignorar o bem, é jogar no lixo o que é bom.

Os valores complexos é sempre nossa missão.  A ética não é um dicionário que simplifica a vida, ela liberta e presenteia com todos os ônus que a liberdade cobra. Ser ético não é fácil, ela sempre nos mostra vários caminhos e nos cobra escolhas “Aquele que vive sem ter duvidas, eu duvido que ele tenha uma vida própria”.

Ela é de cada tempo; é um produto do seu tempo; assim como a água, que se adéqua a qualquer recipiente, a ética se adéqua ao tempo, espaço e costumes de um povo. Ela é e faz parte do tempo e do espaço de cada grupo social. Para ser ético é preciso abolição de alguns anseios, de muitos desejos que nos bate a porta a cada instante, pois vivemos a era do consumismo, a era do ter e do poder. E só podemos realizar esses desejos caso nenhum deles venham a intervir e/ou atrapalhar os direitos e desejos do meio em que convivemos. Ela não é individual ou universal, mas é social, temporal e coletiva.