20/06/2015 08:16 - Atualizado em 21/06/2015 07:31

Censo e Possível Distribuição de Multas no Comercio de Arapiraca.

 

Que os micros, pequenos e médios comerciantes se preparem, pois boa coisa não vem por ai. Depois do aperto que a secretaria de finanças proporcionou aos comerciantes de Arapiraca o ano passado em busca do aumento da arrecadação de impostos, agora esta sendo realizado um certo censo promovido pela secretaria municipal de Economia e Finanças. 

Claro que o discurso adotado é sempre da melhoria para o comercio local, mas o real resultado os empresários sabem qual é, a busca pelo aumento de caixa nos cofres públicos. Por coincidência o ano de 2016 é ano de eleições municipais.
O poder municipal não está preocupado com a melhoria do comércio, não se melhora um comércio perseguido e apertando comerciantes; não se melhora o comércio com retaliações e arrogância; não se melhora o comércio forçando o fechamento de pequenas empresas e causando demissão aumentando o desemprego; não se melhora o comércio impondo 10 dias para a regularização de pendências sob ameaças de multas.

Um exemplo de administração municipal voltada ao fortalecimento e preparação do comercio é a Feira da Troca de Arapiraca, que foi abandonada depois de varias promessas na intenção de convencer os comerciantes a mudarem para o Bairro João Paulo II e uma vez lá foram abandonados pelo poder publico municipal, jogados em um espaço que não oferece condições alguma para se trabalhar. O desconhecimento sobre empreendedorismo dos técnicos que são responsáveis pelo desenvolvimento do comercio de Arapiraca é visível, isso se há alguém preocupado com o desenvolvimento comercial dos empreendedores individuais, micros, pequenos, médios empresários.

A Feira da Troca é um centro comercial, um shopping popular onde lá existem 252 empreendedores cadastrados e outros que podem passar de meia centena que ainda não estão no cadastro do local. Mas como todos que não estão interessados no bem está coletivo é mais fácil fazer um censo, conhecer suas vitimas, prometer o que não cumpre, obrigá-las a mudar de local, esquecê-las em um local distante, incentivar que encerrem suas atividades desempregando trabalhadores, e tentar novamente, expulsa-las para mais longe. 

Esse grupo que está no poder há décadas. Sim, há décadas que esse grupo está tomando de conta de Arapiraca, em uma seqüência retrogressíva tivemos no governo de Arapiraca Célia Rocha, Luciano Barbosa, Célia Rocha e seu aliado Severino Leão que é parente do Secretario de Economia e Finanças Lucas Leão. Nas duas matérias publicadas por dois portais locais, o 7 segundos e o já é Noticia, os responsáveis pelo censo demonstraram suas preocupações nas irregularidades, inadimplências, na arrecadação de impostos e na distribuição de multas, um censo digno das perseguições bíblicas, históricas e hitleriana. 

Ignorando os problemas estruturais que se multiplicam na cidade de Arapiraca, o Governo Municipal pode está preparando punições e distribuição de multas ao comércio da Cidade, essas ações também é um combustível para a crise imposta ao povo por um governo federal caótico e emblemático. Os empresários, comerciantes e empreendedores do município de Arapiraca deve se preocupar com mais essa retaliação da Prefeitura de Arapiraca? Será que os antigos gestores da cidade encobriram problemas e só no governo atual eles vieram à tona? Não sabemos das respostas, não queríamos as perguntas. Mas que ano que vem é ano de eleição, ah! Isso é uma verdade.