15/11/2015 07:10 - Atualizado em 15/11/2015 06:40

Brasília: Apagando Nossas Dores para Iluminar a Dor Francesa

 

A lama continua matando ao seguir o caminho do rio, as dores estraçalham a alma dos que perderam seus familiares, vizinhos e amigos, foi distribuída água de péssima qualidade no lugar de potável, o Rio Doce foi assassinado, pessoas ainda estão soterradas na tragédia que sangra a dignidade dos mineiros. E o governa da Dilma Rousseff faz homenagens a uma outra tragédia, colocando iluminação nas cores da bandeira francesa no palácio da alvorada, após sobrevoar, com sua áurea de superioridade, soberba e desentendimento, a paisagem aterradora de Mariana.

Mas de uma centena foram vitimas dos terroristas do EI, mas também temos nossos problemas e nossas tragédias. Quando o espírito coletivista da senhora presidente funciona, sua mente trava e talvez sua memória recente seja afetada, esquecendo assim seu povo, será que ela realmente respeita quem faz essa nação? Em seu processo de letargia de percepção das coisas que acontecem no país, a presidente Dilma publicou uma notinha pífia em seu Twitter às 18h15 desta sexta-feira, foram 24h após a tragédia.

Os franceses merecem o apoio do governo brasileiro e de toda a nação, mas os atos terroristas não apagam as dores dos que estão sofrendo na tragédia em Bento Rodrigues, são brasileiros que sofrem e infelizmente jamais recuperarão suas rotinas. O Brasil está governado por pastores de cabras relapsos ou preguiçosos, seus gestores estão no poder apenas pelo brilho e o som do erário, seus aliados buscam as migalhas que sobras da partilha e uma massa embriagada por ideias coletivistas se omitem e só tem força para sussurrar em ouvidos alheios dividindo males e procurando culpados.

As luzes brilham em nome da França e frustra brasileiros que se solidariza com o País da Cidade Luz, mas não esquece nossos dramas e dores. Teria a presidente Rousseff pretensão de se iluminar para o mundo apagando nossas dores? Será que a homenagem em cores é pelo titulo que Paris possui? Mas, senhora presidente, Paris não é chamada de Cidade Luz pelas lâmpadas elétricas que estão espalhadas pela cidade. A Paris do século XVIII iluminava as mentes humanas. No Brasil do PT, se fecha os olhos para a dor do povo e iluminam os rostos em dores estrangeiras.