11/06/2019 18:25 - Atualizado em 11/06/2019 19:46

Solidariedade: Um dever globalizado

 

O exercício da solidariedade traduz, no nosso entender, sentimento inerente ao homem, em sua interação com outras pessoas, seja no seio familiar ou no âmbito da sociedade em que vive, sendo certo que, com o encurtamento das distâncias, através da evolução dos meios de transporte e de comunicação, este sentimento poderá ocorrer, e comumente ocorre, até mesmo entre pessoas de culturas diferentes, que vivem em lugares distantes. Este exercício da solidariedade poderá ser explicado sob os mais diversos prismas, fazendo parte da condição humana, em seu convívio social.

A sociologia, por sua vez, nos fornece elementos de compreensão acerca do tema, conforme Durkheim, em sua obra ‘Da Divisão do Trabalho Social onde faz o autor uma divisão da solidariedade, considerando-a fator de coesão social. Este distingue a solidariedade mecânica da orgânica. A primeira, a que se passa no seio familiar, enquanto a segunda é a que se forma através da convivência social.

A solidariedade é necessária para a consecução dos planos individuais de vida, a que todos os seres humanos têm direito e é a dimensão da liberdade humana, entendida como valor essencial dos direitos fundamentais. O sociólogo francês supracitado acreditava que a divisão do trabalho pela especialização de tarefas servia para unir o grupo social em razão da interdependência criada entre as diferentes profissões.

É entendimento sedimentado hoje que a solidariedade é mais que tudo um dever legal, concepção esta que já se podia perceber desde a Revolução Francesa e seus ideais de igualdade, fraternidade e liberdade, e definitivamente consagrada na Constituição de 1988, estabelecendo-se a constituição de uma sociedade solidária como um dos fins primordiais da República.

Por conseguinte, é de fundamental importância este tema, uma vez que a assistência a necessitados será assegurada pela contribuição daqueles que puderam custear, com suas contribuições, o amparo a estas pessoas, nos momentos mais dolorosos de suas vidas.