Ceará

Polícia Civil prende mais um envolvido na morte de diretor indígena em Caucaia

policia-civil-prende-mais-um-envolvido-na-morte-de-diretor-indigena-em-caucaia
Polícia Civil prende mais um envolvido na morte de diretor indígena em Caucaia

A Polícia Civil do Ceará prendeu, na última quinta-feira (2), mais um envolvido na morte de um diretor indígena em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. O caso ocorreu no início de março deste ano. Desta vez, um homem de 24 anos, apontado como um dos executores do crime, foi capturado.

>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Foto: Divulgação/SSPDS

A prisão do suspeito aconteceu mediante cumprimento de um mandado de prisão temporária efetuado por uma equipe da Polícia Civil, no bairro Jardim do Amor, em Caucaia. Uma arma de fogo e entorpecentes foram apreendidos.

>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

Foto: Reprodução/SSPDS

O material, juntamente com o indivíduo, foram conduzidos à Delegacia Metropolitana de Caucaia. Na delegacia, além de dar cumprimento às ordens judiciais, o homem foi acusado de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Em decorrência disso, ele foi entregue à jurisdição competente para os procedimentos legais cabíveis.

Leia também | Polícia desativa granada deixada na calçada de uma residência em Fortaleza

Morte de diretor indígena em Caucaia

No dia 4 de março de 2024, uma segunda-feira, um líder indígena foi morto a tiros em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. Geraldo Barbosa da Silva Filho Tapeba estava à frente da Escola Índios Tapeba, localizada no mesmo município. Na época a Secretaria da Segurança Pública informou que ele foi socorrido e encaminhado para uma unidade de saúde, mas não resistiu.

O Movimento Indígena do Ceará lamentou o ocorrido e afirmou estar profundamente entristecido com o falecimento de Geraldo Barbosa, membro valoroso da comunidade indígena Tapeba. Geraldo deixou uma marca indelével em nossas vidas, dedicando-se incansavelmente à causa indígena, lutando por justiça, igualdade e reconhecimento dos direitos dos povos originários.

“Sua partida deixa um vazio imenso em nossos corações e na luta pela preservação da cultura e dos territórios indígenas. Geraldo será lembrado não apenas por sua incansável militância, mas também por sua generosidade, sabedoria e compromisso com sua comunidade. Neste momento de dor e pesar, expressamos nossas mais sinceras condolências à família, amigos e a toda comunidade Tapeba. Que possamos honrar a memória de Geraldo seguindo firmes em nossa luta pelos direitos e pela dignidade de todos os povos indígenas,” se manifestou o movimento.

Apreensão de suspeito

Um mês após a morte do diretor, um suspeito foi preso. Em abril deste ano, um adolescente de 17 anos foi apreendido em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, sob suspeita de envolvimento no assassinato do diretor de uma escola indígena, Geraldo Barbosa da Silva Filho Tapeba, de 41 anos.

O adolescente, apontado como um dos executores do crime, foi localizado e apreendido no bairro Capuan, em Caucaia. Os policiais civis cumpriram um mandado de busca e apreensão contra o jovem após investigações que se desdobraram desde o registro do homicídio.

Após sua captura, o adolescente foi conduzido à Delegacia Metropolitana de Caucaia, onde foram realizados os procedimentos legais para sua apreensão. Com essa ação, sobe para dois o número de suspeitos detidos por suposto envolvimento no assassinato do diretor.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As denúncias também podem ser feitas pelos telefones (85) 3101-3360, da Delegacia Metropolitana de Caucaia. O sigilo e o anonimato são garantidos.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Fonte: gcmais.com.br