Ceará

Centro-norte e extremo sul do Ceará deverão concentrar chuvas isoladas até quarta (15)

centro-norte-e-extremo-sul-do-ceara-deverao-concentrar-chuvas-isoladas-ate-quarta-(15)
Centro-norte e extremo sul do Ceará deverão concentrar chuvas isoladas até quarta (15)

O Centro-norte e os extremo sul do Ceará deverão concentrar os principais acumulados de chuva até a próxima quarta-feira (15). Conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), precipitações pontuais são esperadas e pouco expressivas no norte da Jaguaribana e no Litoral de Fortaleza, ainda na noite desta segunda (13).

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

Já para terça-feira (14), a expectativa é de chuvas isoladas entre madrugada e manhã é ao longo da faixa litorânea do estado. Entre a tarde e a noite, a Funceme aponta possibilidade de precipitações fracas e passageiras na Ibiapaba e no Cariri.

Já no período da noite, o Cariri deve apresentar chuvas fracas e passageiras devido a áreas de instabilidade que poderão se formar no leste do Nordeste e avançar para a região.

Por fim, na quarta, a tendência é de céu variando de parcialmente nublado a poucas nuvens em todas as macrorregiões, com chuva isolada no Litoral de Fortaleza, Litoral do Pecém, Litoral Norte e Ibiapaba.

De forma geral, as precipitações esperadas são de fraca intensidade, mas pontualmente podem ser moderadas, principalmente, nas regiões serranas. A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) está em torno de 3°N, ou seja, não está influenciando as chuvas no estado do Ceará. Portanto, as chuvas são devido a efeitos locais, tais como, efeito de brisa, temperatura e disponibilidade de umidade.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Fortaleza tem chuvas  de mais de 100 mm

O Ceará apresentou chuvas em cerca de 80 municípios entre as 7h de domingo (12) e as 7h desta segunda-feira (13). Os maiores acumulado se deram nos litorais de Fortaleza e do Pecém, principalmente na madrugada de hoje.

Conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), as precipitações se deram, principalmente, pela formação de um Sistema Convectivo de Mesoescala, que é caracterizado por um conjunto de nuvens cumulonimbus, que são nuvens que provocam chuvas intensas (grandes volumes em pouco tempo), com ocorrência de raios, trovões e ventos fortes, inclusive rajadas.

O sistema meteorológico formou-se por volta das 23h de domingo, atingindo seu ápice entre 1h e 2h da madrugada desta segunda, quando chegou a provocar acumulados que superaram os 30 mm/h.

As maiores precipitações do intervalo de 24 horas foram os seguintes:

  • -Fortaleza (Posto Fundação Maria Nilva – Água Fria) : 110 mm
  • -Fortaleza (Posto Caça e Pesca) : 101.4 mm
  • -Fortaleza (Posto Defesa Civil) : 100 mm
  • -Pindoretama (Posto Sede) : 94 mm
  • -Uruburetama (Posto Sede) : 88 mm.

Leia também | Entenda o que é o Sistema Convectivo de Mesoescala, que causou fortes chuvas na Grande Fortaleza

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Fonte: gcmais.com.br