Ceará

Quase mil árvores em situação de perigo foram cortadas neste ano no Ceará

quase-mil-arvores-em-situacao-de-perigo-foram-cortadas-neste-ano-no-ceara
Quase mil árvores em situação de perigo foram cortadas neste ano no Ceará

Em 2024, houve um aumento de 27,91% no número de cortes de árvores nos cinco primeiros meses, em comparação com 2023, no Ceará. As situações de risco incluíam árvores que caíam em vias públicas, veículos ou sobre telhados. Ao todo, de janeiro a maio deste ano, foram efetuados 967 cortes de árvores em todo o estado, contra 756 em 2023.

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

Em fevereiro de 2024, foram feitos 338 cortes, seguidos de 253, 149 e 115, respectivamente, em março, abril e maio. Referente ao ano de 2023, o Corpo de Bombeiros do Estado atendeu 1.415 ocorrências com árvores em situação de perigo. Os dados indicam uma redução de 7,87% em relação ao mesmo período de 2022, quando se atendeu 1.536 ocorrências.

Prevenção de árvores em situação de perigo

Segundo a corporação, buracos no caule, inclinação acentuada do eixo normal, raízes expostas e condições de solo desfavoráveis são alguns dos fatores de risco para a queda de árvores. O período chuvoso, associado aos ventos fortes, aumenta esse risco, pois as folhas e as copas das árvores tendem a acumular água, deixando as árvores mais pesadas e mais propensas a serem desestabilizadas.

Além disso, podas realizadas sem acompanhamento técnico alteram a distribuição uniforme do peso dos galhos, afetando o equilíbrio de sustentação dessa árvore. Vale ressaltar que as árvores precisam de manutenção, por meio do corte e poda, para que não gerem um fator de risco de acidentes no futuro.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

A poda para manutenção, limpeza, tratamento de parasitos e desobstrução de sinalização de trânsito é um serviço realizado pela Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (Urbfor) e é solicitada à Secretaria Regional do bairro. Quando há risco iminente de acidente, o corte é uma ocorrência atendida pelo Corpo de Bombeiros.

A corporação salienta que, para cada árvore cortada, outras duas devem ser plantadas, para minimizar os danos causados ao meio ambiente. Caso seja necessário, 193 é o número do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará.

Leia também | Licenciamento de veículos com placas final 4 vence nesta quarta-feira (12) no Ceará

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Fonte: gcmais.com.br