Ceará

97% das crianças cearenses concluíram o ano letivo em 2023 alfabetizadas, indica Spaece

97%-das-criancas-cearenses-concluiram-o-ano-letivo-em-2023-alfabetizadas,-indica-spaece
97% das crianças cearenses concluíram o ano letivo em 2023 alfabetizadas, indica Spaece

Em 2023, 97,1% das crianças cearenses matriculadas no 2º ano do Ensino Fundamental concluíram o ano letivo alfabetizadas, segundo dados do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Estado do Ceará (Spaece). As informações foram apresentadas nesta segunda-feira (27) pela secretária estadual da Educação, Eliana Estrela, e pela secretária executiva de Cooperação com os Municípios, Emanuelle Grace.

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

O Spaece avaliou integralmente os estudantes do 2º, 5º e 9º anos do Ensino Fundamental da rede pública municipal, alcançando mais de 285 mil alunos distribuídos em 3.695 escolas. O ano letivo de 2023 iniciou-se com a Avaliação Formativa “Avalie CE”, realizada em parceria com os municípios, com o objetivo de identificar as necessidades educacionais específicas dos estudantes. A partir dessas informações, e por meio do Programa Aprendizagem na Idade Certa, agora denominado Paic Integral, foram desenvolvidas estratégias direcionadas para a recomposição das aprendizagens, contribuindo assim para o avanço contínuo do sistema educacional no estado.

Conforme o governo estadual, esforços para a recomposição das aprendizagens resultaram em avanços no cenário educacional. Em 2022, houve uma redução para 15,4% no percentual de crianças não alfabetizadas, enquanto a taxa de alfabetização ao término do 2º ano elevou-se para 84,6%, de acordo com dados do Spaece. Esses números representam uma notável evolução em comparação com o cenário de 2007, onde apenas 39,8% das crianças estavam alfabetizadas ao final do 2º ano.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

A avaliação do 5º ano do Ensino Fundamental em 2023 revelou melhorias expressivas na aprendizagem dos alunos em Língua Portuguesa e Matemática. Em Língua Portuguesa, o percentual de alunos no nível adequado saltou para 63,8%, em comparação com os 6,9% registrados em 2008. Já em Matemática, esse percentual subiu para 48,4%, partindo de 3,6% em 2008.

É relevante destacar que, em 2022, os esforços de recomposição das aprendizagens resultaram em um aumento da soma do percentual de estudantes nos níveis adequado e intermediário para 83,7% em Língua Portuguesa e 71,9% em Matemática. Em 2023, esses números cresceram ainda mais, atingindo 86,5% e 75,9%, respectivamente.

No 9º ano, também se observou um avanço significativo. O percentual de alunos no nível adequado em Língua Portuguesa aumentou de 2,5% para 29,1% em 2023, enquanto em Matemática esse percentual subiu de 1% em 2008 para 18,9% no mesmo ano.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Crianças alfabetizadas

Eliana Estrela ressalta o empenho coletivo para o avanço nos indicadores. “Esses resultados não falam por si só, mas fazem parte de todo um trabalho desenvolvido ao longo dos anos, no chão da sala de aula. Agradeço, parabenizo e reconheço o trabalho de cada professor e servidor, tanto nas Regionais, como na Seduc-sede e nas Secretarias Municipais de Educação. Sabemos da importância da dedicação de todo esse time valoroso. É uma honra fazer parte dessa história, que tem um simbolismo importante”, considera.

Emanuelle Grace destaca o trabalho de recomposição das aprendizagens, que contribuiu decisivamente para a superação das marcas do ano de 2019, período que antecedeu a pandemia.

“Tivemos um crescimento significativo em todas as Regionais. As crianças que hoje estão no 5º ano vivenciaram o ciclo da alfabetização no ensino remoto, o que afetou o processo de aprendizagem. O trabalho de recomposição vem fazendo o efeito esperado. Os municípios estão realizando um esforço focado, com intervenções pedagógicas assertivas. A gente precisa acelerar esse crescimento, mas principalmente se manter em busca da equidade, de modo que nem um aluno fique para trás, e todos consigam ter a garantia de oportunidades e sucesso na caminhada”, pondera.

Em 2023, os 184 municípios cearenses apresentaram um desempenho no ciclo de alfabetização que atingiu o padrão desejável, o mais elevado na escala para essa etapa de ensino. Este dado indica um crescimento em comparação ao ano anterior, no qual 177 municípios estavam situados nesse mesmo patamar de desempenho.

No 5º ano do Ensino Fundamental, 145 municípios alcançaram o padrão adequado em Língua Portuguesa, enquanto 110 municípios o alcançaram em Matemática. É relevante notar que não há mais municípios classificados nos padrões crítico e muito crítico. Em 2008, nenhum município cearense apresentava média no nível adequado nessas duas disciplinas.

Leia também | Concurso da Seplag: inscrições terminam nesta segunda-feira (27)

No 9º ano, 26 municípios atingiram o nível adequado em Língua Portuguesa e 22 em Matemática na edição do Spaece 2023. Em 2008, nenhum município havia alcançado esse padrão nas duas disciplinas.

“Tivemos uma queda no período da pandemia, mas nos recuperamos justamente porque temos um time fortalecido, que acredita no poder da educação. Precisamos melhorar, pois o nosso objetivo não é simplesmente estabelecer um ranking, mas fazer com que as crianças estejam na escola, aprendendo na idade certa. Município que investe em educação tem melhores condições de desenvolvimento”, contextualiza Eliana.

Spaece

O Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Estado do Ceará é uma avaliação externa da Secretaria da Educação, que identifica e analisa o nível de desempenho dos estudantes.

Os dados do Spaece são provenientes das ações do Programa de Aprendizagem na Idade Certa (Paic Integral), desenvolvido pelo Governo do Ceará, em regime de colaboração com todos os municípios cearenses. Atualmente, a iniciativa é denominada Paic Integral, cuja meta é levar a jornada prolongada às redes municipais, de forma gradativa, iniciando-se a partir das turmas de 9º ano, em 2023.

Fonte: gcmais.com.br