Ceará

Estudo indica probabilidade de terremotos em três cidades do Ceará; saiba quais

estudo-indica-probabilidade-de-terremotos-em-tres-cidades-do-ceara;-saiba-quais
Estudo indica probabilidade de terremotos em três cidades do Ceará; saiba quais

Um estudo realizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e pelo Instituto de Geofísica da Academia Polonesa de Ciências aponta a probabilidade de 50% de ocorrências de terremotos em três cidades do Ceará.

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

De acordo com o estudo, os municípios de Acaraú, Cascavel e Palhano, no interior do estado, podem sofrer terremotos dentro de 50 anos. Os eventos sísmicos podem chegar até 5.1 de magnitude na escala richter.

Dentre as áreas sísmicas analisadas na pesquisa, Acaraú, a 233,5 quilômetros de Fortaleza, foi a que apresentou a maior ameaça, com a possibilidade de terremoto de até 5.1 no espaço de tempo. Em Cascavel e Palhano, no Noroeste do Estado, os eventos podem atingir a magnitude de 4.7, apesar de Cascavel ter sido, historicamente, o maior evento sísmico do Nordeste, com 5.2, em 1980.

Diante dos resultados, foram reveladas as áreas com a maior chance de eventos a partir da janela de tempo utilizada na pesquisa [50 anos]. Além do Ceará, outras localidades foram destacadas: Leste da Bacia Potiguar, em torno da cidade de João Câmara, no Rio Grande do Norte, com chance de ocorrência até 5.0, e no Lineamento Pernambuco, nas regiões de Caruaru e São Caetano, com chance de 4.9.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

De acordo com o estudo publicado na revista científica Cell, no último dia 2 de maio, terremotos com magnitudes entre 4,7 e 5,1 têm 50% de chance de acontecer, afetando estruturas civis, como casas e prédios. Os terremotos com magnitudes entre 5,5 e 6,2 têm 10% de chance de ocorrer, representando perigo para grandes empreendimentos civis, como barragens, parques eólicos, mineração, usinas hidrelétricas e nucleares.

Leia também | Pedreiro é morto a tiros em canteiro de obras no interior do Ceará; veja vídeo

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Fonte: gcmais.com.br