Ceará

Motoristas de ônibus fazem paralisação no Terminal da Messejana, em Fortaleza, nesta sexta (7)

motoristas-de-onibus-fazem-paralisacao-no-terminal-da-messejana,-em-fortaleza,-nesta-sexta-(7)
Motoristas de ônibus fazem paralisação no Terminal da Messejana, em Fortaleza, nesta sexta (7)

Motoristas de ônibus fizeram uma paralisação na manhã desta sexta-feira (7), no Terminal de Messejana, em Fortaleza, em meio às movimentações da categoria em negociação com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus). A movimentação durou cerca de duas horas. Os trabalhadores têm como objetivo exercer pressão na campanha pelo reajuste salarial.

Conforme informado na véspera pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro), o Sindiônibus encerrou de modo unilateral as negociações com os trabalhadores na última reunião realizada entre as partes, nesta quinta-feira (6). Com isso, foi comunicado que a partir desta sexta podem começar paralisações nos terminais de ônibus da capital cearense.

Leia também | Advogada é presa no Ceará ao trocar bilhetes com detentos de presídio contendo instruções

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

O Sindicato também convoca a categoria para participar de uma assembleia geral na próxima sexta-feira (14), para tratar dos próximos passos na campanha salarial. Em comunicado, o Sintro pontuou que a proposta apresentada pelo Sindiônibus “não contempla a necessidade dos trabalhadores” e “não vai resolver”.

Já o Sindiônibus divulgou nota repudiando “qualquer ação que impeça a normal circulação dos ônibus do transporte público”. “Trata-se de serviço essencial, garantido constitucionalmente, imprescindível para a manutenção da cidade e para a rotina da população, que não pode ser prejudicada. Além disso, há ritos legais obrigatórios que precisam ser respeitados, o que não ocorreu na paralisação iniciada nesta sexta-feira (7), pela diretoria do Sintro”, pontua ainda.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

O Sindiônibus aponta ainda que os rodoviários acumulam ganhos reais ao longo dos últimos anos, além de “benefícios significativos, como pisos salariais, benefícios alimentares e auxílio para plano de saúde”.

Neste ano, já foram realizadas sete reuniões de negociação com a categoria, mediadas pelo Ministério do Trabalho. Segundo o Sindiônibus, “nessas reuniões foram garantidos aumentos salariais acima da reposição da inflação e ampliação dos principais benefícios. Portanto, quaisquer movimentos paredistas que prejudiquem a vida dos cidadãos fortalezenses são injustificáveis, quanto mais irregulares.”

Fonte: gcmais.com.br