Fortaleza

Polícia prende suspeitos de tráfico de drogas e comércio ilegal de armas em Fortaleza

policia-prende-suspeitos-de-trafico-de-drogas-e-comercio-ilegal-de-armas-em-fortaleza
Polícia prende suspeitos de tráfico de drogas e comércio ilegal de armas em Fortaleza

Uma operação policial foi deflagrada nesta terça-feira (23), em Fortaleza, culminando na prisão de quatro indivíduos suspeitos de envolvimento em uma organização criminosa que atua com tráfico de drogas e comércio ilegal de armas e munições. O grupo é atuante nos bairros Serrinha e Parangaba.

Foram cumpridos quatro mandados de prisão – são no total cinco investigados, com um deles não tendo sido preso até o momento, estando portanto foragido. Entre os capturados está um policial militar, investigado por associação para o tráfico, tráfico de drogas e comércio ilegal de munições de arma de fogo.

Outros dois dos acusados já estavam no sistema prisional cearense. “Eles vão, além dos crimes que já respondem, responder também por esses dessa investigação aqui da Dnarc”, explica Hugo Leonardo, delegado adjunto da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (Dnarc) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), responsável pela ação.

Operação mira grupo que atua no tráfico de drogas em Fortaleza

As investigações continuam, para verificar se outras pessoas estão envolvidas no grupo. Segundo Hugo Leonardo, as apreensões feitas nesta terça devem auxiliar os próximos passos da apuração. “Foram apreendidos veículos, foram sequestrados carros, motos, imóveis, bloqueadas contas bancárias… Até R$ 1 milhão, e a gente ainda está esperando esse retorno do Poder Judiciário, para saber quanto efetivamente foi bloqueado”, explica.

“Essas operações sempre se retroalimentam. Quando a gente consegue pegar uma parte do grupo, geralmente a gente consegue desvendar outros integrantes. Então a gente espera que, com essas apreensões que nós conseguimos fazer, a gente consiga retroalimentar essa investigação e descobrir quem são os demais integrantes desse grupo criminoso”, conta ainda.

A Secretaria da Segurança Pública reforça que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser encaminhadas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85)3101-0181, que é o número de WhatsApp, pelo qual podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia”.

>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | Operação desarticula grupo que atuava com tráfico e apostas clandestinas no Ceará

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Fonte: gcmais.com.br