Ceará

Suspeito de chefiar facção é morto em salão de beleza

suspeito-de-chefiar-faccao-e-morto-em-salao-de-beleza
Suspeito de chefiar facção é morto em salão de beleza

Suspeito de chefiar uma facção criminosa do Ceará, homem de 22 anos foi morto, nessa sexta-feira (17), dentro de um salão de beleza localizado no bairro Quintino Cunha, em Fortaleza. A 6ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o ocorrido. Por meio de nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que a vítima tinha passagem pela polícia por porte ilegal de arma de fogo.

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

De acordo com a pasta, equipes das Polícias Civil e da Militar foram acionadas ao local e, conforme as primeiras informações, a vítima, um homem de 22 anos, foi lesionado por disparos de arma de fogo em um estabelecimento comercial. Ele não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no local.

Leia também | Câmera flagra momento em que garçom pega faca para matar vereador no interior do Ceará

O suspeito de chefiar uma facção morto, possuía antecedentes criminais por porte ilegal de arma de fogo. “As investigações estão a cargo da 6ª Delegacia do DHPP, unidade da Polícia Civil que realiza diligências com o objetivo de elucidar o caso”, finalizou a Pasta.

Ele seria o líder de uma facção criminosa cearense com atuação no bairro Quintino Cunha. Essa pode ser uma linha de investigação para encontrar os responsáveis e os motivos para o crime. Até o momento, não ninguém foi preso pelo crime.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As informações também podem ser encaminhadas para o telefone (85) 3257-4807, do DHPP, que também é o WhatsApp do Departamento. O sigilo e o anonimato são garantidos.

>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Fonte: gcmais.com.br