Ceará

TV Cidade mostra o primeiro presídio de segurança máxima do Norte e Nordeste

tv-cidade-mostra-o-primeiro-presidio-de-seguranca-maxima-do-norte-e-nordeste
TV Cidade mostra o primeiro presídio de segurança máxima do Norte e Nordeste

A equipe de reportagem da TV Cidade entrou dentro do presídio de segurança máxima do Ceará, o primeiro do Norte e Nordeste, localizado em Aquiraz. Com exclusividade, o repórter Miguel Anderson Costa entrou em áreas nunca antes registradas por uma equipe de televisão.

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

Logo na entrada do Complexo Penitenciário de Aquiraz, a equipe de reportagem foi recebida pelo Secretário da Administração Penitenciária e Ressocialização (SAP), Mauro Albuquerque; e pelo diretor do Presídio Estadual de Segurança Máxima do Ceará, Severiano Maia.

O controle rígido de inspeção ficou patente logo na entrada da penitenciária. Com passagem por detector de metal e até Raio X onde até a caneta no bolso do repórter não passou escondida da tecnologia.

“Até chegar aqui nesse local, foi passado por três barreiras: a entrada no acesso pela BR, a barreira entre o GAP e o Setoc e a nossa terceira barreira seria aqui o nosso primeiro posto através do policial que faz a segurança inicial da unidade”, explica Severiano Maia, diretor do presídio.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Após passar pela inspeção, a unidade prisional segue os padrões do Departamento Nacional Penitenciário. Câmeras no corpo dos policias ajudam nos trabalhos e qualquer tentativa de colocar a segurança em risco, os agentes super-treinados estão atentos a tudo o que acontece. “A estrutura é boa, foi bem projetada e bem adaptada. Os policiais são extremamente treinados, equipados e preparados e o procedimento, todas as celas e presos são revistados todos os dias”, afirma Mauro Albuquerque.

Como funciona a estrutura do presídio de segurança máxima do Ceará

O presídio é equipado com muralhas com guaritas, torre de vigilância 24 horas, com uma vista de 360 graus que permite saber de tudo o que acontece dentro e fora dos 7.273 metros quadrados de área construída.

Ao todo o investimento aqui foi de R$ 33 milhões.  O presídio foi o primeiro de segurança máxima construído por um governo estadual, nas regiões Norte e Nordeste. As grades têm capacidade para receber 168 presos de alta periculosidade e tudo é monitorado por uma engenharia de combate à fuga, com ajuda de mais de 200 câmeras.

Na penitenciária,  tudo é automatizado para o contato mínimo. O diferencial do prédio está no teto. Mmedidas importantes para colocar a zero a chance de um criminoso escapar, assim como aconteceu no Presídio Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, quando dois presos fugiram na semana de carnaval e desafiaram as forças de segurança de, pelo menos, três estados. Força-tarefa que recapturou a dupla e acendeu um alerta para unidades prisionais.

“É aprendizado para todo mundo para saber que a estrutura só dificulta, quem segura realmente são as ações do policial”, diz Mauro Albuquerque. Controle total também durante as visitas de familiares e advogados. Estruturas resistentes a todo tipo de impacto. Atualmente, são 94 internos no presídio.

O GAP – Grupo de Ações Penitenciárias é treinado para agir de várias formas e até com uso de cães farejadores, completamente, obedientes no combate ao crime.

Leia também | Mais de 22 mil estudantes da rede estadual do Ceará ingressaram no Ensino Superior em 2023

>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

 

 

 

Fonte: gcmais.com.br