Ceará

Acusado de matar advogado e PM morre em ação policial no Interior do Ceará

acusado-de-matar-advogado-e-pm-morre-em-acao-policial-no-interior-do-ceara
Acusado de matar advogado e PM morre em ação policial no Interior do Ceará

Um homem acusado de envolvimento nos assassinatos de um advogado e de um policial militar morreu durante uma ação da Polícia Militar do Ceará (PMCE) na noite da última quinta-feira (30), no município do Crato, localizado na Região do Cariri.

De acordo com informações policiais, Murilo Massaranduba Januário, de 26 anos, foi localizado em uma residência na Rua Mestre Dedé de Luna, no bairro Barro Branco. Durante a abordagem policial, ele teria reagido, resultando em uma troca de tiros. O suspeito foi baleado e, apesar de ter sido socorrido pelos policiais e levado a um hospital, não resistiu aos ferimentos.

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

A ação contou com a participação de duas composições do Batalhão Especializado em Policiamento do Interior (BEPI), que foram mobilizadas após receberem informações sobre a localização de um suposto membro de uma facção criminosa. O indivíduo teria se envolvido em um confronto armado com criminosos rivais na noite anterior.

No local, a Polícia Militar apreendeu uma espingarda calibre 12 e cinco munições, das quais duas estavam deflagradas e três intactas. A operação é parte de um esforço contínuo para combater a criminalidade e garantir a segurança na região.

Murilo Massaranduba Januário estava sob investigação por suspeita de envolvimento no assassinato do advogado Bruno Yarlley dos Santos Duarte, 33, ocorrido no distrito de Belmonte, no Crato, em 30 de abril deste ano. Ele também era suspeito de envolvimento no assassinato do PM José Samuel Bezerra Janoca, morto aos 35 anos, em Mauriti, na Região do Cariri, em 12 de maio de 2022.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Murilo Massaranduba havia rompido uma tornozeleira eletrônica colocada pela Justiça para monitorá-lo. Além disso, tinha antecedentes criminais por roubo, vandalismo, porte de drogas e perturbação da ordem pública, além de ser apontado como integrante de uma facção criminosa.

Leia também | Imposto de Renda 2024: prazo final para envio da declaração termina nesta sexta (31)

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Fonte: gcmais.com.br