Ceará

Campanha de vacinação contra poliomielite no Ceará começa neste sábado (25)

campanha-de-vacinacao-contra-poliomielite-no-ceara-comeca-neste-sabado-(25)
Campanha de vacinação contra poliomielite no Ceará começa neste sábado (25)

A campanha de vacinação contra a poliomielite, também chamada de paralisia infantil ou pólio, terá início no Ceará neste sábado (25). A ação é voltada para crianças com menos de cinco anos de idade e se estende até 14 de junho. Em 2023, o estado ocupou o primeiro lugar no ranking de cobertura vacinal entre as unidades federativas, de acordo com o Ministério da Saúde.

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

A coordenadora de Imunização da Secretaria da Saúde do Ceará, Ana Karine Borges, ressalta que a vacinação é a única forma de prevenção da doença, sendo indispensável para impedir a readmissão do poliovírus no Brasil.

“A disponibilização do imunizante evitou o adoecimento e demais complicações em milhares de crianças, estabelecendo uma boa relação de custo e efetividade nas ações em saúde pública”, explica.

A poliomielite é uma doença contagiosa aguda irreversível causada pelo poliovírus selvagem (PVS). Em casos graves, em que ocorrem paralisias musculares, os membros inferiores são os mais afetados. A doença está erradicada no Brasil desde 1989. No ano de 1994, o País recebeu a certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem.

A gestora lembra que, para que a situação continue assim, é necessário que a população continue completando o esquema vacinal das crianças.“A campanha nacional de vacinação reafirma o nosso compromisso em proteger a população contra as doenças preveníveis por vacinas. Por isso, a campanha contra paralisia infantil será indiscriminada, ou seja, apesar da criança estar com o seu cartão de vacinação em dia, ela poderá receber uma dose adicional”, detalha.

“O resultado do Ceará mostra os esforços que as gestões estadual e municipais realizaram durante o último ano, fortalecendo cada vez mais as estratégias para continuidade dos anos seguintes. A imunização é dinâmica e complexa, portanto as estratégias serão cada vez mais intensificadas visando o aperfeiçoamento das atividades de vacinação e almejando a homogeneidade dos indicadores em cada região do estado”, afirma a coordenadora de imunização.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Campanha de vacinação contra poliomielite

As vacinas VOP (vacina oral poliomielite) e VIP (vacina inativada poliomielite) são os dois imunizantes disponíveis no Brasil para proteger contra a poliomielite. Desde 2016, o esquema contra a doença passou a ser de três doses da vacina injetável para crianças com 2, 4 e 6 meses. OPrograma Nacional de Imunizações (PNI) recomenda mais duas doses de reforço com a vacina oral bivalente, conhecida como gotinha.

“A vacina contra poliomielite injetável confere uma proteção para três sorotipos (1, 2 e 3). Enquanto que a vacina contra poliomielite oral reforça o esquema básico, protegendo para os sorotipos 1 e 3, além de conferir a proteção também da comunidade”, conclui Ana Karine Borges.

Fonte: gcmais.com.br