Ceará

Elmano oferece ajuda ao governo do RS após fortes chuvas no estado

elmano-oferece-ajuda-ao-governo-do-rs-apos-fortes-chuvas-no-estado
Elmano oferece ajuda ao governo do RS após fortes chuvas no estado

O governador do Ceará, Elmano de Freitas, colocou as força de segurança do estado e a Defesa Civil à disposição do governo do Rio Grande do Sul para ajudar no que for necessário aos moradores das áreas atingidas pelas chuvas registradas nos últimos dias na região.

Em uma publicação nas redes sociais, Elmano também se solidarizou com as famílias das vítimas e toda a população gaúcha.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

“Toda minha solidariedade ao povo do Rio Grande do Sul, que vem sofrendo com as fortes chuvas nos últimos dias. Manifestei meu apoio ao governador Eduardo Leite e coloquei o Estado à inteira disposição para ajudar no que for necessário, com nossas forças de segurança e Defesa Civil. Desejo muita força às famílias das vítimas e a toda população do Rio Grande do Sul”, escreveu.

Após chuvas no RS, barragem se rompe

A barragem da Usina Hidrelétrica 14 de julho, localizada entre os municípios de Cotiporã e Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, não suportou o grande acúmulo de água das chuvas dos últimos quatro dias e acabou rompendo, no início tarde desta quinta-feira (2). Houve ordem de evacuação das casas próximas ao local desde que o risco iminente de colapso havia sido detectado. Até agora, 13 pessoas já morreram em todo o estado por conta dos temporais.

O governador do RS, Eduardo Leite (PSDB), destacou que foi feito um trabalho preventivo desde quarta-feira para evacuação das áreas próximas à barragem e voltou a dizer que o momento é dramático no estado.

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

“Nós recebemos há pouco a informação do rompimento da ombreira direita da barragem 14 de Julho, que fica em Cotiporã, na Bacia do Taquari Antas. Acreditamos que o efeito não vá ser de uma enxurrada, mas vai seguir o curso livre do rio em direção a Santa Bárbara e Tereza. A gente buscou fazer todo o trabalho possível para evitar o rompimento, mas não conseguimos nem ter acesso com helicópteros. O efeito vai ser de elevação do Rio Taquari e Bacia do Taquari Antas”, disse o governador.

“Nós fizemos evacuação, com alertas desde ontem, e as comunidades que não conseguimos evacuar, nós entramos em contato com lideranças. Estamos trabalhando para mitigar os efeitos. É uma situação dramática no Rio Grande do Sul, absolutamente excepcional, pior do que qualquer quadro que pudéssemos ter previsto e é preciso que todos se coloquem em segurança”.

A Secretaria do meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) afirma que monitora, também, as estruturas de outras 13 barragens de usos múltiplos que estão em estado de alerta, cinco delas já em processo de evacuação: barragem Santa Lúcia, em Putinga; barragem São Miguel do Buriti, em Bento Gonçalves; barragem Belo Monte, em Eldorado do Sul; barragem Dal Bó, em Caxias do Sul; e barragem Nova de Espólio de Aldo Malta Dihl, em Glorinha.

Leia também | Ministro Lewandowski autoriza envio da Força Nacional para Mossoró

Fonte: gcmais.com.br