Ceará

Família de homem que teve 70% do corpo queimado por vingança pede justiça

familia-de-homem-que-teve-70%-do-corpo-queimado-por-vinganca-pede-justica
Família de homem que teve 70% do corpo queimado por vingança pede justiça

A família de José Ribeiro da Silva Filho, de 57 anos, pede justiça após o homem ter tido 70% do corpo queimado por uma ação motivada por vingança. O caso aconteceu no município de Cascavel, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), no dia 6 de abril deste ano.

Antônio Fabrício Alexandre, de 55 anos de idade, foi preso pelo crime de tentativa de homicídio qualificado com uso de fogo, após o ocorrido. Conforme informado, José Ribeiro matou o irmão dele 39 anos atrás, e chegou a ser preso pelo crime, tendo cumprido a pena ao longo de mais de 20 anos. Antônio Fabrício Alexandre, no entanto, não se viu satisfeito com a solução da Justiça e decidiu tentar matá-lo após o homem conseguir liberdade. A vítima permanece até agora internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Instituto Dr. José Frota (IJF), em estado grave.

Família cobra justiça após homem ser queimado por vingança

Linderman Nunes, filho de José Ribeiro, falou com a equipe de reportagem da TV Cidade Fortaleza sobre o ocorrido.  “Eu estava no trabalho, aí eu recebi uma ligação, que tinham tocado fogo no meu pai. Eu fiquei sem acreditar”, conta ele, dizendo ainda que, quando chegou ao local, o pai já havia sido levado para a UPA. “Cheguei lá, ele foi entubado, já estava entubado. Sofreu um ataque respiratório, aí foi para o IJF.”

Adalberto Ribeiro, irmão da vítima, conta que o homem cumpriu a pena, ao longo de mais de 20 anos, e quando saiu da prisão “nunca mais fez nada”. Destaca ainda que ele estava “fraco das penas, mal andava” e que o suspeito se aproveitou para atear fogo nele enquanto a vítima estava de costas. Segundo ele, a família não conhecia Antônio Fabrício até o dia do ataque.

“O que a família quer é que, do jeito que meu pai pagou, passou mais de 20 anos preso, que ele passe também, né? Que ele pague pelo que ele fez também”, finaliza.

O crime

O caso aconteceu em 6 de abril deste ano, no município de Cascavel, na Praça dos Correios, por volta das 8h. Antônio Fabrício Alexandre foi preso no mesmo dia, pela Polícia Civil do Ceará (PCCE). Conforme divulgado, ele utilizou solvente para atear fogo na vítima.

Uma câmera de segurança da região registrou o crime. Nas imagens, um homem de camisa listrada é visto sentado, até a chegada de outro homem, de roupa vermelha. Ele jogou solvente na vítima e ateou fogo na sequência.

Após a captura, o suspeito foi conduzido para a Delegacia Metropolitana de Cascavel, onde a ordem judicial foi cumprida. Ele segue detido, mas ainda deve ser julgado pelo caso.

Leia também | Mulher de 21 anos é encontrada morta, amarrada e com tiros na cabeça

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Fonte: gcmais.com.br