Ceará

Homem é assassinado a tiros em bar no bairro Dom Lustosa, em Fortaleza

homem-e-assassinado-a-tiros-em-bar-no-bairro-dom-lustosa,-em-fortaleza
Homem é assassinado a tiros em bar no bairro Dom Lustosa, em Fortaleza

Um homem de 27 anos de idade foi assassinado a tiros em um bar no bairro Dom Lustosa, em Fortaleza, ao ser abordado por dois indivíduos que chegaram ao local em uma motocicleta. A ocorrência se deu no cruzamento da Rua Francisco Bento com a Rua Roraima.

Jonathan de Mota Oliveira, que era morador da região, foi executado no local, que contava com intenso movimento de pessoas no momento do crime. Quando os dois suspeitos se aproximaram, na moto, o garupeiro desembarcou e foi em direção à vítima, que correu para tentar se abrigar no interior do estabelecimento. Ele, no entanto, não conseguiu escapar e foi baleado.

Leia também | Motociclista por aplicativo morre após ser esfaqueado durante assalto em Fortaleza

>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

Homem é assassinado por dois indivíduos em uma moto em bar de Fortaleza

Após o ocorrido, as forças de segurança foram acionadas e agentes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) se dirigiram ao local da ocorrência para averiguar o crime. Os agentes permaneceram no local, levantando informações. Profissionais da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) também estiveram presentes, para colher material para a análise pericial. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE).

A polícia vai investigar, por exemplo, quem poderia ter interesse na morte do homem e quem eram as duas pessoas que chegaram na motocicleta.

>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

Fonte: gcmais.com.br