Ceará

Homem é preso em Quixadá acusado de estupro de criança de 11 anos

homem-e-preso-em-quixada-acusado-de-estupro-de-crianca-de-11-anos
Homem é preso em Quixadá acusado de estupro de criança de 11 anos

Um homem de 33 anos foi preso acusado de estupro de vulnerável contra uma criança de 11 anos de idade. O caso aconteceu na cidade de Quixadá, a cerca de 170 quilômetros de Fortaleza. Ele foi preso pela Polícia Civil do Ceará (PCCE) nessa sexta-feira (19).

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

As investigações mostraram que o suspeito é vizinho da vítima e, se aproveitando da proximidade e intimidade, usava brinquedos eletrônicos para atrair a atenção da criança e praticar os crimes. A polícia informou ainda que os estupros aconteceram em 2020.

Leia também | Falhas do Ministério da Saúde agravaram epidemia da dengue no Brasil; veja principais erros

De posse dos indícios do crime de estupro contra a criança, a polícia solicitou um mandado de prisão preventiva contra o investigado. O mandado foi cumprido e o homem se encontra preso numa unidade da Polícia Civil, ficando à disposição da justiça.

O delegado Humberto Cavalcante, responsável pela investigação, chama a atenção sobre os cuidados que precisam ser tomados para evitar situações de estupro contra crianças semelhantes a essa.

“Aqui fica o alerta para os pais ou responsáveis para dialogarem cada vez mais, para evitar o cometimento desses crimes dentro das famílias”, alertou o delegado.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por GCMAIS (@gcmais)

Foi preso por estupro de criança

As investigações iniciaram com os trabalhos da Delegacia de Defesa da Mulher de Quixadá. A identidade do suspeito não foi revelada para preservar a criança. Essa é uma prática utilizada por investigações que envolvem menores, uma vez que, identificado o acusado, a identidade de criança também fica mais exposta.

Para denunciar

Denúncias podem ser feitas por meio do número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Fonte: gcmais.com.br