Ceará

Justiça determina júri popular para acusado de matar dono de boate em Fortaleza

justica-determina-juri-popular-para-acusado-de-matar-dono-de-boate-em-fortaleza
Justiça determina júri popular para acusado de matar dono de boate em Fortaleza

A Justiça do Ceará de terminou que o homem acusado de matar o proprietário de uma boate na Praia de Iracema em janeiro de 2022 irá a júri popular. Lindemberg de Sousa Mendes, conhecido como “Loirim”, enfrentará julgamento por homicídio qualificado e permanecerá preso preventivamente até nova determinação judicial.

Paulo Ferreira de Sousa Neto, mais conhecido como Paulo Neto, foi morto a tiros em frente à sua casa de shows, o No Auge Club, na Rua Dragão do Mar. O crime ocorreu na noite de domingo, 16 de janeiro de 2022. Paulo Neto, que também era produtor musical, foi socorrido por funcionários do estabelecimento e levado a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

Conforme a Polícia Militar, dois suspeitos em um carro dispararam dezenas de tiros contra Paulo Neto. Após o crime, os responsáveis fugiram. Investigações subsequentes revelaram que Paulo Neto tinha antecedentes por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Além disso, ele era apontado como chefe de uma facção criminosa na Comunidade Baixa Pau, no Poço da Draga, próximo ao local do crime.

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) informou que a decisão de levar o réu a júri popular foi proferida pela juíza Daniela Lima da Rocha, da 3ª Vara do Júri, no dia 15 de maio. Embora a data do júri ainda não tenha sido marcada, o julgamento ocorrerá no Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza.

As investigações também indicaram que “Loirim” contou com a participação de uma segunda pessoa no crime. Esta segunda pessoa foi posteriormente assassinada, conforme revelado pela polícia.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | Nova linha de ônibus ligando avenidas Leste-Oeste e Santos Dumont começa a operar nesta segunda-feira (27) em Fortaleza

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<  

Fonte: gcmais.com.br