Ceará

Três pessoas são presas por suspeita de envolvimento na morte de duas primas

tres-pessoas-sao-presas-por-suspeita-de-envolvimento-na-morte-de-duas-primas
Três pessoas são presas por suspeita de envolvimento na morte de duas primas

Dois homens e uma mulher foram presos durante ação policial na manhã desta quinta-feira (2), no município de Tianguá, no interior do Ceará – eles são suspeitos de envolvimento na morte de duas primas, que foram encontradas mortas após 10 dias desaparecidas.

Foram presos, na ocasião, Francisco Welington do Nascimento, de 24 anos, com antecedentes criminais por tentativa de roubo e lesão corporal; Jorge Leandro Crispim, de 31 anos, com antecedentes por receptação e lesão corporal; e Maria Tamile da Conceição Alves, de 33 anos, com antecedentes por tráfico de drogas e furto.

Dois homens e uma mulher são presos em investigação sobre morte de primas

A ação foi tocada em operação integrada entre equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), no município de Tianguá, na região da Ibiapaba. A ofensiva dos policiais, no bairro Catatau, deu cumpriment oa mandados de prisão temporária que foram expedidos no plantão judiciário do 5º Núcleo.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por GCMAIS (@gcmais)

No último mês, em 10 de abril, foram encontrados dois corpos de mulheres enterrados em uma cova, em um sítio na zonal rural de Tianguá. Segundo a polícia, as vítimas são duas meninas que estavam desaparecidas há pouco mais de uma semana. As vítimas foram identificadas como Marina Nascimento Sousa, de 15 anos, e Eveline Sousa Mendes, de 18 anos. Segundo nota da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), os corpos foram localizados com sinais de violência.

Os dois cadáveres foram enterrados em uma cova de aproximadamente 1,5 metro de profundidade, em meio a um plantio de feijão na localidade conhecida como sítio Caracol.

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

Leia também | Corpos de mulheres desaparecidas são encontrados enterrados em Tianguá, no Ceará

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Fonte: gcmais.com.br