Fortaleza

Inspetor da Polícia Civil morre após colisão de moto com ônibus em avenida de Fortaleza

inspetor-da-policia-civil-morre-apos-colisao-de-moto-com-onibus-em-avenida-de-fortaleza
Inspetor da Polícia Civil morre após colisão de moto com ônibus em avenida de Fortaleza

Um policial civil morreu na manhã desta quinta-feira (18) após uma colisão envolvendo a moto que ele pilotava e um ônibus que faz a linha 029 – Parangaba/Náutico, na Av. João Pessoa, no bairro Jardim América, em Fortaleza. O policial foi identificado como José Flávio Távora Lopes, de 60 anos. Ele ocupava o cargo de inspetor.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

De acordo com informações apuradas por uma equipe da TV Cidade enviada ao local, o policial teria invadido a faixa contrafluxo para o ônibus quando a colisão aconteceu. Enquanto ele era atendido por profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o óbito acabou sendo confirmado.

Imagens gravadas por testemunhas mostram os profissionais do Samu realizando o procedimento de massagem cardíaca na vítima na tentativa de reanimá-la, mas sem sucesso.

Sindiônibus lamenta morte de policial civil após colisão de moto com ônibus em Fortaleza

Em nota, o Sindiônibus confirmou e lamentou o ocorrido e disse que condutor do ônibus permaneceu no local e acionou o Samu imediatamente, mas que infelizmente, o condutor da motocicleta veio a óbito.

O Sindiônibus ressaltou ainda que permanece à disposição para informações adicionais, caso necessário.

Quem era o policial civil morto no acidente

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) lamentou o falecimento do inspetor de Polícia Civil, José Flávio Távora Lopes, de 60 anos, na manhã desta quinta-feira (18), após um acidente em Fortaleza.

O inspetor de polícia ingressou na polícia no ano de 2002. Em seu tempo de serviço atuou no Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPJI-Sul), no Departamento de Polícia Judiciária Metropolitana (DPJM), no Departamento de Gestão de Pessoas (DGP), no Departamento de Inteligência Policial (DIP), 2°, 6° e 7° Distritos Policiais. Atualmente, estava lotado no Departamento de Assitência Médico e Psicossocial (DAMPS).

“A Polícia Civil reconhece os 22 anos dos relevantes serviços prestados à sociedade cearense e estende sua manifestação de pesar a todos os familiares e amigos do inspetor Flávio”, se manifestou a corporação.

Leia também | Dois carros e uma moto pegam fogo após colisão no interior do Ceará; duas pessoas morreram

Fonte: gcmais.com.br