Ceará

Luisa Cela, cotada para vice de Evandro Leitão, é exonerada da Secretaria de Cultura

luisa-cela,-cotada-para-vice-de-evandro-leitao,-e-exonerada-da-secretaria-de-cultura
Luisa Cela, cotada para vice de Evandro Leitão, é exonerada da Secretaria de Cultura

Luisa Cela (PSB) foi exonerada da Secretaria de Cultura do Governo do Ceará, conforme publicado no Diário Oficial do Estado nesta quarta-feira (5). Ela é cotada para concorrer ao cargo de vice-prefeita de Fortaleza na chapa de Evandro Leitão, pré-candidato à Prefeitura pelo PT.

A saída de Cela da Secult ocorre no final do prazo de desincompatibilização determinado pela legislação eleitoral, que exige que aqueles exercendo cargos públicos e pretendendo concorrer em eleições municipais em 2024 deixem suas posições. Este prazo finaliza seis meses antes do pleito para quem visa prefeituras.

“Estou deixando a Secretaria para ficar à disposição do meu partido, o PSB, mas sem ainda nenhum tipo de definição. As coisas têm hora certa pra acontecer, e vou me dedicar ao projeto político do qual faço parte, independentemente da tarefa que me seja dada”, declarou Luisa Cela, a terça-feira (4), durante um evento ao lado da ministra da Cultura, Margareth Menezes.

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

Luisa Cela exonerada

Embora a saída de Cela tenha sido oficializada nesta quarta-feira (5), a exoneração já havia sido anunciada pelo governador Elmano de Freitas (PT) em 27 de maio, durante uma minirreforma no secretariado do Governo do Ceará.

Além de Cela, outras quatro exonerações foram publicadas no Diário Oficial do Estado. O ex-deputado estadual Leonardo Araújo (PSB) deixou o cargo de assessor especial de assuntos federais do Estado e é pré-candidato a prefeito de Palmácia. José Juarez saiu da Fundação de Previdência Social do Estado do Ceará (Cearaprev), enquanto Adriano Pinheiro, exonerado do cargo de diretor de Desenvolvimento e Governança da Cearaprev, deve assumir a superintendência da entidade. Por fim, Paulo José Gomes Ferreira deixou a Superintendência de Obras Hidráulicas.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

A desincompatibilização é um passo crucial para candidatos que pretendem concorrer nas eleições de 2024, garantindo a equidade do processo eleitoral e permitindo que os candidatos se dediquem integralmente às suas campanhas.

Leia também | Campos Neto: sistemas de pagamentos do mundo devem ser interligados nos próximos 4 ou 5 anos

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Fonte: gcmais.com.br