Ceará

Polícia prende ao menos 20 integrantes de facção atuante no Cariri e Inhamuns, no interior do Ceará

policia-prende-ao-menos-20-integrantes-de-faccao-atuante-no-cariri-e-inhamuns,-no-interior-do-ceara
Polícia prende ao menos 20 integrantes de facção atuante no Cariri e Inhamuns, no interior do Ceará

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) deflagrou, na manhã desta quarta-feira (22), a Operação Rigore, tendo prendido até o momento 20 pessoas suspeitas de envolvimento em uma facção criminosa atuante nas regiões do Cariri e do Sertão de Inhamuns, no interior do Ceará.

Conforme divulgado pelas forças de segurança, são cumpridas ao longo do dia 130 decisões judiciais, sendo 62 mandados de prisão preventiva e 68 mandados de busca e apreensão. As diligências acontecem nos municípios de Juazeiro do Norte, Barbalha, Caririaçu, Assaré, Várzea Alegre, Tauá, Horizonte, Pacatuba, Maranguape, Maracanaú e Fortaleza. Além do Ceará, também são cumpridos mandados nos estados de Pernambuco, Maranhão, Piauí, Paraná, Goiás, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e São Paulo.

Leia também | Fortaleza só terá mais um feriado emendado com fim de semana em 2024

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

Polícia prende suspeitos de integrar facção criminosa no Ceará

A Polícia Civil informa ainda que a operação conta com apoio do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPI-Sul), do Núcleo Avançado de Inteligência (NAI) e do Departamento de Inteligência (DIP). Mais detalhes sobre os trabalhos policiais serão apresentados no decorrer do dia, de modo a não comprometer a operação, que segue em andamento.

Gênesis

Na última semana, foi efetuada outra operação contra pessoas suspeitas de integrar facção criminosa atuante no Ceará. Na última quarta-feira (15), foram cinco policiais militares presos em Fortaleza, no âmbito da Operação Gênesis, acusados de crimes de organização criminosa, tráfico, associação para o tráfico, extorsão e comércio irregular de arma de fogo.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

As investigações apontam o envolvimento de agentes e ex-agentes de segurança pública com traficantes para realizar crimes. Juntos, eles praticaram uma série de infrações penais, dentre elas crimes de extorsão, organização criminosa, comércio ilegal de arma de fogo. O trabalho investigativo foi realizado por uma ação conjunta do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) com a COIN e a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado (SSPDS).

Fonte: gcmais.com.br