Ceará

Polícia prende suspeito de furto a joalheria e recupera mercadoria avaliada em R$ 500 mil

policia-prende-suspeito-de-furto-a-joalheria-e-recupera-mercadoria-avaliada-em-r$-500-mil
Polícia prende suspeito de furto a joalheria e recupera mercadoria avaliada em R$ 500 mil

Um homem foi preso suspeito de envolvimento em um furto a uma joalheria no Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza, na última segunda-feira (13). A prisão foi efetuada pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) após o suspeito, de 38 anos, ser localizado pelos operadores do Núcleo de Videomonitoramento (Nuvid), na cidade de Pacajus, sendo conduzido até uma unidade da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE). A ação também resultou na apreensão de duas armas de fogo e na restituição dos bens da vítima, avaliados em R$ 500 mil.

Por volta das 17h10, os policiais militares do 25º Batalhão Policial Militar (25º BPM) foram acionados pelo Nuvid/Ciops. Um veículo utilizado por um suspeito de furto a uma joalheria, situada em um shopping do Eusébio, foi avistado em um trecho de uma rodovia federal na cidade de Pacajus. Imediatamente, a composição policial iniciou as diligências até realizar a abordagem do suspeito no bairro Tucum.

>>>Clique aqui para seguir o canal do GCMAIS no WhatsApp<<<

No interior do veículo, foram apreendidos dois aparelhos celulares e um detector de diamantes, que haviam sido furtados momentos antes da joalheria. Durante as buscas, os policiais militares localizaram uma casa abandonada no bairro Alto Alegre, em Maracanaú, onde foram encontrados 19 anéis de diamante com pedras preciosas, um par de brincos de ouro branco com diamantes, três pulseiras, três colares de ouro amarelo, além de um revólver calibre ponto 32 e uma espingarda calibre ponto 12.

Diante dos fatos, o homem, as armas de fogo e as joias recuperadas foram conduzidos até a Delegacia Metropolitana de Pacajus. O suspeito, de 38 anos, foi autuado em flagrante por furto e posse ilegal de arma de fogo na unidade da PCCE. O caso foi transferido e está sendo investigado pela Delegacia Metropolitana do Eusébio, que apura o envolvimento de outros suspeitos no crime. As joias, avaliadas em R$ 500 mil, foram restituídas à vítima.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Leia também | Dona de loja de luxo suspeita de aplicar golpes usando nome dos clientes é presa no Ceará

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Fonte: gcmais.com.br