Ceará

Sindicato dos professores do Ceará aceita proposta do governo de melhoria salarial

sindicato-dos-professores-do-ceara-aceita-proposta-do-governo-de-melhoria-salarial
Sindicato dos professores do Ceará aceita proposta do governo de melhoria salarial

O Sindicato dos Servidores Públicos lotados nas Secretarias de Educação, Apeoc, que representa os professores da rede estadual de ensino do Ceará, anunciou na última sexta-feira (19), que aceitará a proposta do Governo do Estado nas negociações de reajuste. A decisão foi anunciada aos professores após assembleia da categoria.⁠ De acordo com o Sindicato, o debate aconteceu de forma democrática de Norte à Sul e de Leste a Oeste do estado do Ceará.

“Durante esta semana, a direção da APEOC efetivou a Assembleia Geral em 36 encontros, percorrendo 35 cidades em todo o interior do estado e encerrando com o encontro na capital, para debater com a categoria e votar a aprovação ou a desaprovação da referida proposta arrancada em Mesa de Negociação com o governo estadual”, disse o Sindicato por meio de nota.

>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Nesses encontros, os professores puderam votar entre a aprovação ou a desaprovação do pacote que foi apresentado pela gestão estadual em Mesa de Negociação. No total, foram 3.196 votos favoráveis à aprovação da proposta; 2.429 votos contrários e 109 votos de abstenção.

O resultado, mostra também como a categoria está dividida, tendo em vista que nos início deste mês, a diretoria do sindicato chegou a acatar a proposta do governo, sem consultar seus filiados.⁠

“A luta pela valorização da educação e de seus profissionais não para, pois ela é ampla e o debate qualificado vai continuar para avançarmos cada vez mais nas pautas locais, regionais e nacionais. A democracia venceu o ódio e a civilidade suplantou a violência. Vamos todos juntos, firmes e fortes, continuar a luta em defesa do financiamento da educação pública e da valorização de seus profissionais”, finaliza o texto divulgado pelo Sindicato nas redes sociais da entidade.

Fonte: gcmais.com.br